logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

UFPR participa de evento para debater a interdisciplinaridade

Edilson Silveira e o Deputado Federal Sibá Machado participam de mesa-redonda sobre Código Nacional de Ciência e Tecnologia. Foto: Henrique Almeida/ Agecom/ UFSC
Edilson Silveira e o Deputado Federal Sibá Machado participam de mesa-redonda sobre Código Nacional de Ciência e Tecnologia. Foto: Henrique Almeida/ Agecom/ UFSC

A Universidade Federal do Paraná foi co-organizadora da segunda edição do Seminário Internacional sobre Interdisciplinaridade no Ensino, na Pesquisa e na Extensão da Região Sul (Siiepe-Sul), que aconteceu simultaneamente ao Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação da Região Sul (Foprop-Sul) e à Jornada de Coprodução Digital. Os eventos aconteceram entre 27 e 30 de abril, na Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis.

O tema central dos eventos foi “Interdisciplinaridade: Universidade e Inovação social e Tecnológica”. Autoridades acadêmicas que presidem a pós-graduação nas instituições de ensino superior do Sul do Brasil, estudiosos brasileiros e estrangeiros interessados no tema da formação dos educadores e na pesquisa interdisciplinar discutiram com docentes e discentes os desafios de ultrapassar as fronteiras disciplinares para entender problemas do mundo contemporâneo.

“Há um entendimento de que os problemas de hoje são complexos, que não podem ser tratados com uma única visão. Então, envolver pessoas que têm diversas expertises para conversar entre si e resolver problemas é muito salutar”, disse Edilson Silveira, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPR e membro da organização do evento.

Durante a Siiepe-Sul e o Foprop-Sul, os participantes debateram maneiras de implementar ações na instituições para promover a interdisciplinaridade. Outro tema tratado neste ano durante os dois eventos foi a agenda de Ciência e Tecnologia do país e o Código Nacional de Ciência e Tecnologia que está em pauta no Congresso para votação nas próximas semanas. O Código pretende simplificar o processo de contratação e de financiamento de pesquisa científica, estabelecendo parcerias entre institutos de pesquisa e empresas privadas. Segundo Silveira, o Foprop teve participação na discussão sobre o Código, que ocorre desde 2013.

O tema foi discutido durante a mesa-redonda que encerrou o evento: Código Nacional de Ciência e Tecnologia – desafios e perspectivas”, que teve a coordenação de Edilson Silveira e participação do deputado federal Sebastião Sibá Machado Oliveira (PT-AC), relator do Projeto de Lei 2177/2011 na Câmara dos Deputados, que propõe o Código Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. “Na mesa-redonda, foi apontado que o texto atual não tem nenhuma linha escrita exclusivamente por um político. O projeto de lei veio justamente das entidades interessadas em ciência e tecnologia no país”, afirma Silveira.

O segundo evento deste ano do Foprop-Sul, que precede o encontro nacional, foi agendado para os dias 17 e 18 de setembro na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Rio Grande do Sul.

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...