logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

UFPR conclui formação de mil novos pesquisadores para a rede municipal de ensino

EdupesquisaMil profissionais da educação infantil e básica agora também podem ser chamados de pesquisadores. Por meio de uma formação realizada por especialistas da UFPR, professores e pedagogos da rede municipal da capital foram estimulados a produzir estudos e pesquisas científicas voltados ao processo de ensino-aprendizagem no ambiente escolar. Um intercâmbio real entre a prática educativa e a teoria acadêmica, possibilitado pela segunda edição do projeto Edupesquisa – parceria entre a Universidade, o Ministério da Educação (MEC) e a Prefeitura de Curitiba.

O piloto da iniciativa teve início em 2013 e contou com 500 participantes dedicados ao desenvolvimento de pesquisas em seis áreas do conhecimento. Com a consolidação da proposta, o Edupesquisa abriu o dobro de vagas para uma segunda turma, ampliou para 18 o número de cursos, incluiu professores da educação infantil e, após 178 horas de capacitação presencial e virtual, concluiu, na última sexta-feira (19), a formação de uma nova leva de profissionais, que terão perfil diferenciado dentro das escolas.

Nesta edição, também é maior a quantidade de tutores e especialistas da UFPR envolvidos na orientação e nas pesquisas. “Esta é mais uma das inúmeras parcerias que temos feito com a Prefeitura de Curitiba para colaborarmos com a cidade, e em todas as áreas”, disse o reitor da Universidade Federal do Paraná, Zaki Akel Sobrinho.

Para reitor Zaki Akel, é um grande privilégio para a UFPR contribuir  FOTO: Everson Bressan/SMCS
Para reitor Zaki Akel, é um privilégio para a UFPR contribuir para formação de profissionais prontos para olhar problemas, refletir e resolvê-los.
FOTO: Everson Bressan/SMCS

“Sempre que somos chamados a participar, colocamos nosso exército de professores, de servidores técnicos, estudantes de graduação e pós-graduação para a construção da nossa cidade. Fico muito feliz neste momento de comemoração em que estamos entregando para a rede municipal de ensino de Curitiba mil profissionais pesquisadores, com a sensibilidade para a pesquisa, para olhar problemas, refletir e resolvê-los”, afirmou Zaki Akel.

Durante o projeto, os participantes recebem uma bolsa-auxílio de R$ 2,7 mil paga em parcelas ao longo dos meses. O EduPesquisa, disse a secretária municipal da Educação, Roberlayne Borges Roballo, é um projeto que convida o profissional da rede municipal de ensino a buscar a interação entre prática e teoria. “Instiga o professor e a professora a fazer com que os espaços de aprendizagens — sejam eles salas de aula, de atividades ou pátios – se transformem em laboratórios de conhecimentos e que dessa forma sirvam para a ampliação da visão e das experiências de seus alunos, de suas crianças”, avaliou Roberlayne.

A secretária ressaltou a parceria entre as instituições que tem permitido que professores, mestres e doutores, e que estimula a reflexão e a pesquisa em suas diferentes vertentes e concepções junto aos profissionais da rede. “Esse projeto foi um desafio ousado e idealizado no início da gestão do prefeito Gustavo Fruet por um grupo de pessoas com a convicção de que reflexão e ação conduzem às modificações positivas do desenvolvimento. Um grupo que encontrou na Universidade Federal do Paraná e no Ministério da Educação importantes parceiros que compartilham da ideia de que todo o professor e professora é antes de tudo um pesquisador”. explicou Roberlayne.

Durante a cerimônia de conclusão do edupesquisa, novos pesquisadores puderam mostrar um pouco de sua produção. FOTO: Leonardo Bettinelli
Durante a cerimônia de conclusão do edupesquisa, novos pesquisadores puderam mostrar um pouco de sua produção. FOTO: Leonardo Bettinelli

Era conectada

Durante o seminário de conclusão do EduPesquisa, os participantes tiveram seus trabalhos apresentados em uma exposição. Entre eles o da professora de Ciências Gisele Pachulski, da Escola Municipal Maria Clara Brandão Tesserolli, que desenvolveu pesquisa no eixo de Mídia e Educação. O material investigado pela professora durante o projeto já começou a ser aplicado com estudantes das turmas de sexto ao nono ano da escola. “São adolescentes da era conectada, pensamento rápido, mas facilmente influenciável, por isso pesquisei formas de trabalhar com eles como cada um deve filtrar e receber a informação e como devem reconhecer a confiabilidade das fontes na internet”, disse a professora.

Para a pedagoga e professora Estela Endlich, que atua no núcleo regional de educação do Boa Vista, o EduPesquisa proporcionou um nível de cientificidade muito bom e capaz de proporcionar experiência científica para contribuir para a progressão acadêmica do profissional da educação. “Essa intenção do projeto em propiciar a reflexão mais depurada sobre a prática pedagógica compartilha o que diversos pesquisadores de referência nacional e internacional têm apontado sobre a necessidade do professor ser um pesquisador da sua ação”, acredita Estela.

Ver o despertar desses professores para a importância da ciência e para as oportunidades que ela abre é uma das grandes conquistas do projeto, segundo a coordenadora de Políticas de Formação de Professores da UFPR, Gláucia da Silva Brito. “É uma emoção ver o resultado dos trabalhos de nossos cursistas e a autoestima desses profissionais, que se viram como pesquisadores e capazes de contribuir cada vez mais para a produção do conhecimento”, afirmou.

Com informações da Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba

Confira aqui a galeria completa de imagens do evento.

 

 

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...