logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Turma de Medicina formada em 1967 comemora Jubileu de Ouro

Os egressos da turma de 1967 do curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná comemoraram nesta sexta-feira (15) os 50 anos de formatura. A solenidade do Jubileu de Ouro aconteceu no auditório do Setor de Ciências da Saúde e teve a participação de 74 dos 86 graduados.

O orador da cerimônia de formatura em 67, Marcos Hoette, repetiu o discurso da época e leu, ainda, partes que naquela ocasião haviam sido censuradas devido à ditadura militar. Mesmo após 50 anos, a reflexão que abordou política e saúde continua sendo pertinente e atual.

O reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, comentou o discurso feito por Hoette destacando que, com o tempo, muitas coisas mudam, mas muitas também permanecem iguais. E salientou o crescimento que a universidade teve nesse período. “Esse é o momento que vocês voltam a ser formandos e a emoção se renova. Quero parabenizar cada um e cada uma nessa cerimônia que é das mais importantes, pois homenageia o passado. Vocês são a história da UFPR, são memória viva”, disse.

Foto: Marcos Solivan

“A dedicação e o amor à profissão trouxe-os a esse momento de vida. Vocês engrandecem nossa profissão e a UFPR”, disse Edison Tizzot, vice-diretor do Setor de Ciências da Saúde.

A superintendente do Complexo do Hospital de Clínicas, Claudete Reggiani, relembrou que os integrantes daquela turma ingressaram na instituição praticamente junto com a inauguração do Hospital de Clínicas – hoje com 56 anos. “Tenho certeza que aquilo que vocês aprenderam aqui, utilizaram para melhorar a saúde brasileira. Vocês não só aprenderam conosco, como nos ajudaram nas questões de assistência à saúde, medicina, inovação na saúde e continuaram com esse compromisso. Vocês honram esta casa”.

Um dos egressos de 1967, o paraguaio Freddy Barros, veio a Curitiba especialmente para essa comemoração. “Sinto uma emoção que é difícil de descrever, meu coração está palpitando muito e sentindo-se livre”, disse o médico, que morou 15 anos no Brasil, período em que se formou e se especializou, antes de retornar ao Paraguai.

Zunilda Brizuela é uma das três mulheres que fizeram parte desta turma. Atualmente aposentada, a médica se diz emocionada. “É muito importante participar dessa celebração, que será inesquecível. É uma festa alegre e divertida, estou muito feliz”.

As celebrações do Jubileu das turmas de graduados começaram em 2012, após o centenário da UFPR. As turmas que completarem 25, 40, 50 e 60 anos podem realizar a comemoração do Jubileu.

Confira as fotos do evento.

Sugestões

Informativo UFPR (Destaques da semana de 07/08 a 11/08/2023) 
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA    🧠🔭 Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para...
Setor Palotina: Posse da nova direção
No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com...
Doutoranda que criou programas para incentivar a adoção de cães é homenageada na Câmara de Curitiba 
Na manhã desta terça-feira (8), Lu Baldan, médica veterinária e doutoranda em Ciências Veterinárias na...
UFPR lamenta falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda Santos
A Universidade Federal do Paraná comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda...