logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Shakespeare Digital, da UFPR, participa das comemorações de 400 anos de legado do dramaturgo

25494839743_d5fc2c56c4_z
Lançamento nacional da campanha Shakespeare Lives foi feito em Curitiba, com participação da UFPR. Foto: Samira Chami Neves

Para marcar os 400 anos da morte de William Shakespeare, a campanha Shakespeare Lives promove uma série de atividades culturais e educativas em todo o mundo durante 2016. Curitiba foi a cidade escolhida para o lançamento do programa Shakespeare Lives in Brazil, na última quinta-feira (24), no Graciosa Country Club.

O evento contou com a presença do ator Thiago Lacerda; do embaixador britânico no Brasil, Alex Ellis; do diretor do British Council, Eric Klug; e do diretor do Setor de Ciências Humanas da UFPR, Eduardo Barra.

A escolha de Curitiba como palco do lançamento se deve ao projeto Shakespeare Digital Brasil, uma iniciativa do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas da UFPR em parceria com a UFPR TV. O site do projeto reúne vídeos de grandes atores  – como Fernanda Montenegro, Vera Holtz e Miguel Falabella – interpretando passagens das peças de Shakespeare, além de entrevistas e uma grande quantidade de informações sobre a obra do autor.

25824599320_5fbcbe5f65_z
O conjunto musical Menestréis apresentou peças da Renascença inglesa. Foto: Samira Chami Neves

O acervo do projeto tem um grande alcance. “Alguns vídeos têm mais de 40 mil acessos. É uma grande satisfação poder compartilhar uma pesquisa que nasce dentro da Universidade com a comunidade em geral”, disse Liana Leão, coordenadora do Shakespeare Digital e professora da UFPR.

“A professora Liana chegou com a ideia na cabeça e uma câmera na mão, e a nossa equipe da TV formatou de maneira admirável uma plataforma que democratiza o acesso a um acervo riquíssimo de Shakespeare”, afirmou o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, durante o evento.

Um debate sobre a obra do mais importante dramaturgo inglês foi o ponto alto do lançamento. O ator Thiago Lacerda, em cartaz com as peças Macbeth e Medida por Medida no Festival de Teatro de Curitiba, respondeu às perguntas da plateia, da professora Liana e do embaixador Ellis.

Thiago Lacerda estreou em peças de Shakespeare como o protagonista de Hamlet. Foto: Samira Chami Neves
“Nada é tão moderno, nada é tão vanguarda, nada é tão provocador, tão inspirador, quanto a obra desse homem”, opinou Thiago Lacerda, em conversa com o embaixador britânico no Brasil, Alex Ellis, e a professora da UFPR, Liana Leão. Foto: Samira Chami Neves

O ator entrou em contato com a obra de Shakespeare no início de sua carreira, quando começou a estudar suas peças. Sua estreia em uma peça do autor foi como o personagem título da clássica tragédia Hamlet, em 2012, sob direção de Ron Daniels, diretor brasileiro especialista em Shakespeare mundialmente renomado.

26031096521_b936824964_z
Thiago Lacerda estreou em peças de Shakespeare como o protagonista de Hamlet. Foto: Samira Chami Neves

“Shakespeare fala sobre cada um de nós. Não sou eu que estou em cena, é a humanidade inteira. Enquanto houver um ser humano pisando o chão do planeta, Shakespeare será moderno, porque ele investiga a natureza, a complexidade e a fragilidade humana. Por isso ele sobrevive, e também porque suas histórias são maravilhosas”, refletiu Lacerda.

Para o embaixador britânico, Shakespeare vive ainda hoje porque é um mestre do público e do privado. “Grandes artistas são eternos. Shakespeare vive porque mostra o que é o ser humano. Ele tem alcance universal no tempo e na geografia”, ponderou.

Mais de cem países estão envolvidos na campanha Shakespeare Lives, de acordo com Eric Klug, diretor do British Council, organização que lidera a campanha global. A programação completa pode ser conferida neste link.

Veja mais fotos do evento no Flickr da Assessoria de Comunicação Social da UFPR.

Acesse aqui o acervo do projeto Shakespeare Digital Brasil.

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...