Seminário da PRPPG traz representantes da Capes para discutir desafios da pós-graduação

26 março, 2018
18:30
Por
0
Ciência e Tecnologia

Pesquisadores de diversos programas de pós-graduação da UFPR tiveram nesta segunda-feira (26) a oportunidade de conhecer melhor as políticas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e de tirar dúvidas sobre questões que envolvem o financiamento da pesquisa no Brasil. Representantes da Capes participaram do primeiro dia do Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação, que continua nesta terça-feira (27), no Setor de Ciências Sociais Aplicadas, no Campus Jardim Botânico.

Promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Paraná (PRPPG), o evento teve a pós-graduação como pauta do primeiro dia. Os representantes da Capes debateram o tema com André Rodacki, coordenador de Pós-Graduação da PRPPG, André Duarte, diretor da Agência UFPR Internacional, e a comunidade universitária.

“O objetivo do evento é permitir que coordenadores de programas de pós-graduação, pesquisadores e estudantes tenham contato com representantes das instituições mantenedoras dos recursos para pós-graduação e pesquisa e saber deles as políticas nacionais e estaduais em curso”, destacou o pró-reitor Francisco de Assis Mendonça.

“Estamos vivenciando um contexto complicado de cortes gerais, uma importante crise para a pesquisa nacional. Estamos trazendo representantes para que eles possam estabelecer diálogo, trazer esclarecimentos à comunidade científica da UFPR e debater”.

A diretora de Avaliação da Capes, Rita Barata, abordou os atuais desafios e tendências do sistema nacional de pós-graduação. “Aprendemos muito nas universidades já que os coordenadores dos programas têm a vivência diária da gestão de pós-graduação. Aqui eles têm a oportunidade de ouvir as linhas gerais das agências e de nós esclarecermos uma série de mitos”, afirmou.

O representante da Divisão de Relações Internacionais, Patrício Marinho, apresentou o novo programa da Capes, voltado para a internacionalização das universidades. “Estamos recebendo propostas das universidades. O edital tem o objetivo de selecionar até 40 planos de internacionalização”, disse. “Vamos esclarecer as dúvidas, as críticas também fazem parte do processo. Queremos manter o debate aberto, para isso precisamos ouvir ou até modificar o que propomos para tornar possível a realização do projeto”, destacou Marinho.

“Para a agência é fundamental a participação no seminário por permitir o diálogo, entender como está a universidade, as dificuldades, e sugestões para aprimoramento do sistema”, completou Rita Barata.

Pesquisadores de diversos programas de pós-graduação da UFPR participaram do primeiro dia de programação do Seminário. Foto: Leonardo Bettinelli

Pós-graduação

Rita Barata apontou entre os desafios atuais uma revisão no sistema nacional de pós-graduação, que inclui rever modalidades de oferta, redefinição do papel do mestrado acadêmico e até fusões. “O sistema está muito fragmentado. Acreditava-se que era bom ser muito especializado, mas as notas mais altas são dos programas maiores”, disse Rita.

O processo de avaliação também deve passar por alterações. “Acabamos de fazer a avaliação quadrienal muito bem conduzida. Há alguns pontos que estão começando a aparecer como propostas para um novo sistema de avaliação”.

A proposta inicial é revisar a ênfase na formação dos doutorados acadêmicos e profissionais, autoavaliação dos programas, além de propor avaliação qualitativa e avaliação por pesquisadores estrangeiros dos programas de excelência.

Patrício Marinho: “Vamos esclarecer as dúvidas, as críticas também fazem parte do processo. Queremos manter o debate aberto”.
Foto: Leonardo Bettinelli

Internacionalização

O Programa Institucional de Internacionalização – PRINT – foi a temática abordada pelo representante da Divisão de Relações Internacionais, Patrício Marinho. Divulgado em novembro de 2017, o edital do PRINT recebe propostas das universidades até o mês de maio.

“O programa tenta incentivar as universidades a trabalhar a internacionalização de maneira diferenciada. Na maioria dos casos, elas atuam de forma mais individualizada, o que não resulta em ações concretas. A ideia é tornar mais institucional, para que as universidades planejem coletivamente metas e objetivos de internacionalização e implementem de maneira coletiva”, explicou Marinho.

“Entre os requisitos estão o alinhamento com o plano estratégico da instituição, um diagnóstico institucional de internacionalização e a definição de critérios para a seleção de beneficiários”, disse.

Nesta fase, as universidades estão discutindo internamente os projetos que serão encaminhados à Capes. “A PRPPG está atenta a todo o processo, optamos em fazer um processo democrático de participação. São 5 grandes áreas, temas abertos integradores e nelas programas de pesquisa são produzidos por professores de diversos programas de pós-graduação. Optamos por essa linha porque nosso universo de pós-graduação possui uma massa crítica de altíssima qualidade e a gente quer apostar nisso”, afirmou o pró-reitor Francisco.

Programação

Nesta terça-feira (27), a programação começa às 9h, com uma palestra sobre a política nacional e estadual de pesquisa.

No período da tarde, o presidente do Confies, Fernando Peregrino, discute o novo marco legal da ciência, tecnologia e inovação. “São marcos importantes no contexto da produção do conhecimento para a UFPR e todo o Brasil. Foi um longo processo de discussão de construção do projeto do marco legal e colocou em cheque muitos aspectos de uma cultura de produção de conhecimento, que agora vai mudar porque abre novas possibilidades”, afirma o pró-reitor Francisco.

O primeiro dia do seminário pode ser assistido na íntegra aqui (via canal da UFPR TV no YouTube).

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]