logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Repositório do programa REA Paraná disponibiliza planos de aula completos

Todo professor de Geografia sabe que os conceitos básicos do relevo cárstico e a importância de sua conservação podem ser trabalhados em uma aula de campo. Eles sabem, por exemplo, que o Parque Estadual do Guartelá, no Paraná, é uma opção de lugar para uma aula de campo em ambientes de Geoconservação. Mas como desenvolver essa aula, trabalhar exatamente quais conteúdos e em que localidades específicas desse ambiente? A resposta está em um material “pronto para uso”, em uma ferramenta que vem sendo disseminada na universidade: o repositório do Programa Paranaense de  Práticas e  Recursos Educacionais Abertos (REA Paraná).

Aula de campo
Plano de aula foi desenvolvido em campo e permite que o professor se utilize inclusive do mapa com os pontos identificados e trabalhados pelo Projeto Expedições Geográficas. FOTO: divulgação

O plano de aula em questão é o “Plano de Campo – Aula de campo no ambiente cárstico – Almirante Tamandaré, Itaperuçu e Colombo – PR”, de autoria dos estudantes Otacílio Lopes de Souza da Paz e Andréia Alves de Oliveira, com orientação da professora Elaine de Cacia de Lima Frick, do Projeto Expedições Geográficas. Com ele em mãos, qualquer professor, de Geografia ou áreas relacionadas, pode reproduzir as práticas detalhadas. Na gruta do Bacaetava em Colombo, por exemplo, pode abordar a relação entre a formação de cavernas com o tipo de rocha; falar da influência antrópica na deterioração desses ambientes; da importância das unidades de conservação.

Mais do que reproduzir a aula que está explicada em detalhes no Plano, o professor interessado pode se utilizar do mapa com os pontos identificados e trabalhados pelo Projeto Expedições Geográficas da UFPR. E mais: pode adaptar, transformar, construir em cima do material, acrescentando outros conhecimentos que dispuser. Ou seja, pode enriquecer o material com novas informações que possa ter, por exemplo, em razão de conhecer mais de perto a localidade.

Conhecimento compartilhado
O plano de aula do relevo Carst é um dos vários materiais publicados no Repositório Digital UFPR – REA Paraná pela professora Elaine e o orientando Otacílio. Desde que conheceram as possibilidades de compartilhar conhecimento por meio dos REA, eles vêm alimentando o Repositório com frequência: somam 11 as contribuições de materiais até agora, número que deverá triplicar com outros, fruto de aulas e oficinas, que serão disponibilizados em breve.

Otacílio publicou, inclusive, uma estrutura básica padrão para facilitar a publicação como REA no repositório. O passo-a-passo facilita a vida dos autores, por conter os detalhes necessários a um documento REA, como declaração de autoria e licenciamentos adequados, entre outros, para se configurar como recurso aberto, dentro de uma lógica de uso com responsabilidade, em formato digital e finalidade educativa.

De acordo com a professora Elaine, no ano passado, o Projeto Expedições Geográficas realizou 35 aulas de campo com professores da rede pública (é um princípio do projeto o atendimento exclusivo a escolas públicas, por ser ofertado por uma universidade pública). Para ela, “publicar o conhecimento gerado na forma de REA, é possibilitar que o conhecimento gerado não se restrinja às dezenas de participantes. Permite que outras pessoas possam conhecer a metodologia de trabalho adotada, e assim o conhecimento não fique ‘escondido’ no laboratório”.

Outro aspecto positivo também propiciado pela publicação de um REA é que além de disseminar o conhecimento, o estudante agrega a publicação ao Currículo Lattes, compondo seu portfólio ao término do curso. O mesmo ocorre com o professor, que ainda pontua 25% a mais na sua progressão funcional, segundo Resoluções da UFPR.

Para saber mais sobre os REA, acesse www.reaparana.com.br.

Sugestões

Capitães da areia é a obra do mês de agosto do Clube do Livro
A segunda temporada do Clube do Livro, promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SiBi) da Universidade...
Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para alunos da UFPR
O projeto de extensão “Ciência para Todos” está com inscrições abertas para o processo seletivo e trainee....
Projeto da UFPR oferece treinamento gratuito de futebol para meninas
Com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento integral de meninas entre 10 e 14 anos através da prática...
Inscrições para cursos extensivos do Celin para novos alunos iniciam em 7 de agosto
As inscrições para os cursos extensivos ofertados pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin)...