logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Quadrilátero de Universidades se reúne com representantes do setor produtivo para propor parceria

CR8I1875Foto: Gelson Bampi – FIEP

Os reitores da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Zaki Akel Sobrinho; da Universidade Positivo (UP), José Pio Martins; da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Waldemiro Gremski; e a vice-reitora eleita da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Vanessa Ishikawa Rasoto, se reuniram com representantes do G7, grupo composto por entidades do setor produtivo do Paraná, para apresentar a aliança estratégica iniciada pelas universidades para promover projetos de cooperação em pesquisa. O encontro foi feito na sede da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), nesta quinta-feira (28).

Também participaram da reunião o presidente da Fiep, Edson Luiz Campagnolo; o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Antonio Espolador; e o superintendente da Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar), Nelson Costa.

A proposta do Quadrilátero Acadêmico, iniciativa da UFPR que foi muito bem aceita pelas outras três universidades, surgiu para que as instituições pudessem aproximar suas áreas de pesquisa e inovação, e trabalhar o diálogo com o setor produtivo e com o governo. A parceria inspira-se no conceito de tríplice hélice, que é a articulação entre academia, setor produtivo e governo, para aumentar o potencial de inovação e desenvolvimento econômico regional.

Na primeira reunião entre os reitores, que aconteceu na Reitoria da UFPR em junho [Leia mais], foi decidido que o grupo entraria em contato com o G7, que representa o setor produtivo do Paraná, para apresentar essa nova aliança entre as universidades, mostrar as possibilidades de contribuição entre as instituições e ouvir as demandas e propostas do setor produtivo.

“Cada universidade tem uma vocação, áreas onde ela é mais forte, e outras que precisam de ajuda. Nós podemos nos complementar. Há áreas que são boas em várias universidades, então nós somamos esforços para ir além do que cada um sozinho consegue”, opinou Zaki Akel Sobrinho.

“A iniciativa é louvável”, afirmou Campagnolo. Os outros representantes do G7 também acolheram as propostas dos reitores e mostraram interesse em apoiar a iniciativa.

Waldemiro Gremski, reitor da PUCPR, destacou o importante papel das universidades no desenvolvimento de países que atingiram posições melhores em inovação, como é o caso da Coreia. Gremski afirmou que a proposta é aproximar os projetos de inovação que já existem no estado às demandas da indústria. “A academia tem o desenvolvimento da tecnologia, e quem tem condições de transformá-la em produto é a empresa, o setor produtivo”, disse.

Para a vice-reitora eleita da UTFPR, Vanessa Ishikawa Rasoto, as empresas podem se tornar mais competitivas por meio de cooperação. “Da crise vem a oportunidade, de empreendedorismo e inovação. Como ser mais competitivos, mas ajudando Curitiba, o Paraná e o Brasil?”, indagou.

Na opinião do reitor da UP, José Pio Martins, um dos desafios dessa parceria é a mudança de cultura. “O primeiro preconceito que temos que superar é o da oposição entre o público e o privado. A sociedade tem à sua disposição recursos, e não importa muito quem seja o dono dos recursos”, afirmou. Para Pio Martins, a filosofia desse trabalho deve ser a de “trabalhar juntos”.

No caminho da cooperação

As universidades tiveram outra reunião em julho, com os pró-reitores de pesquisa e as agências de inovação, em que foi formado um grupo de trabalho com foco na inovação e no empreendedorismo.

O próximo passo das universidades é se reunir com os governos municipal, estadual e federal. Já existem projetos em andamento feitos em parceria entre as quatro universidades e a Prefeitura de Curitiba. A intenção é propor mais parcerias, além de participar daquelas às que são convidadas.

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...