Projeto criado na UFPR vence o maior prêmio de empreendedorismo social da América Latina

22 novembro, 2013
11:25
Por
0
Ciência e Tecnologia

Os vencedores. Foto: Asid

Com um projeto criado na UFPR, a ONG curitibana Ação Social para Igualdade das Diferenças (Asid) é a vencedora do 5º Prêmio Empreendedor Social de Futuro, o maior da América Latina na categoria, pelo trabalho que desenvolve em prol das escolas filantrópicas de educação especial. A divulgação do resultado foi nesta quinta-feira (21 de novembro), em evento no Museu de Arte de São Paulo (Masp).

A entidade paranaense foi a única a chegar no final, depois de ser escolhida por um júri especializado entre 227 projetos inscritos em todo o país. Venceu os outros dois finalistas, do Rio de Janeiro e de São Paulo. A Asid ainda levou o prêmio de escolha do público, com votação on-line que recebeu mais de 19 mil participações. Ela conquistou 32% dos votos. “Dedicamos esse prêmio às escolas, pelo esforço e dedicação que elas têm, dia após dia, para encontrar soluções e resolver seus problemas, criando condições para beneficiar ao máximo seus alunos, que são pessoas com necessidades especiais e vindas de famílias carentes. A elas, todo o nosso agradecimento e admiração”, declarou Alexandre Amorim, diretor de Projetos e um dos fundadores da Asid.

Amorim é ex-aluno do curso de graduação em Administração da UFPR. Junto com Luiz Henrique Ribas, ex-aluno de Economia, Amorim e outros colegas desenvolveram o projeto da ASID entre 2008 e 2009 dentro da disciplina de Empreendedorismo. Com apoio de professores, o projeto foi ganhando corpo e, dentro da Empresa Júnior, encontrou a base para ser aplicado. Mais tarde, em 2010, Diego Tutumi Moreira, atual aluno de Economia, se juntou ao grupo da Asid como um dos sócios. “A Empresa Júnior é uma fomentadora de empreendedorismo universitário e ela nos deu conhecimento prático para a realização  do projeto. Ganhamos confiança”, conta Amorim.

A equipe da Asid foi premiada com mais de 130 benefícios, incluindo especializações no Brasil e no exterior, como MBAs, cursos de gestão, treinamentos personalizados, além de assessoria jurídica e auditoria financeira e relatórios de avaliação. “São oportunidades para aprofundarmos nossos conhecimentos, aprender outras técnicas e metodologias, para nos atualizarmos e podermos ampliar ainda mais o nosso leque de atuação, buscando trazer resultados ainda mais eficazes para as escolas filantrópicas de educação especial”, frisa Amorim.

Texto da Assessoria de Imprensa da Asid.

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]