logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Professor Fernando Passos integra grupo que acompanhará Plano de Conservação de Mamíferos da Mata Atlântica Central

O professor Fernando de  Camargo Passos, do Departamento de Zoologia da UFPR (Universidade Federal do Paraná), foi um dos cientistas escolhidos pelo Ministério do Meio Ambiente para integrar o seleto Grupo de Assessoramento Técnico que acompanhará a implementação do Plano de Ação Nacional para Conservação dos Mamíferos da Mata Atlântica Central.

Formado por 24 professores e pesquisadores de alto nível de instituições de ensino nacionais e internacionais, o grupo vai monitorar cada uma das espécies ameaçadas de extinção nesta área, abrangendo uma região que vai de parte da região Sul até o sul da Bahia. A Instrução Normativa do Ministério do Meio Ambiente nº 03, de 27 de maio de 2003, apontou a existência de 627 espécies ameaçadas em todo o Brasil, mas o número aumentou nos últimos onze anos.

Fernando Passos, que é professor da UFPR há quinze anos, disse que a sua indicação é o reconhecimento do órgão máximo da área ambiental do País ao seu trabalho. “Nós queremos melhorar as condições das espécies ameaçadas de extinção. Queremos fazer com que elas sejam melhor protegidas e deixem de ser ameaçadas”, comentou. Na prática, o trabalho já começou. Fernando já participou de duas reuniões para debater o Plano, e não tem data para acabar.

O Plano de Ação Nacional para Conservação dos Mamíferos da Mata Atlântica Central – PAN Mamíferos da Mata foi criado por meio da Portaria ICMBio nº 134, de 23 de dezembro de 2010. E o Programa Nacional de Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção – Pró-Espécies foi criado pela Portaria n° 43, de 31 de janeiro de 2014, do Ministério do Meio Ambiente.

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...