ufpr_bcopng

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Professor da UFPR destaca usos doméstico e comercial da vermicompostagem

Minhocário (foto J. DIonisio)

A vermicompostagem, muitas vezes conhecida como Minhocultura, é uma biotecnologia ambientalmente correta e de abaixo custo, que utiliza minhocas e resíduos orgânicos para produzir adubo orgânico de alta qualidade, e tem interessado cada vez mais os empreendedores. As minhocas, assim como a farinha proveniente desta, também podem ser utilizadas como suplementação de rações para aves, rãs e peixes e até como base para remédios.  

O professor Jair Alves Dionísio, especialista na área, que há 20 anos ministra cursos de extensão sobre o assunto, explica que “das minhocas é possível extrair substâncias que já estão em uso como medicamentos, ou desenvolvimento com ação antibiótica, anticoagulante, anti-hipertensiva e contra bronquite”. Além disso, têm apresentado grande potencial na prevenção da saúde humana, principalmente, àquelas decorrentes de deficiência nutricional, como os baixos níveis de ferro no sangue. Em alguns países Latino-americanos como Peru, Colômbia, Bolívia e México, é comum o uso da farinha de minhoca para enriquecer farinhas de trigo e mandioca e aumentar o valor nutritivo desses alimentos e com isso reduzir a anemia em crianças. Ele revela que há inclusive pedido de patente no Brasil, por uma empresa de Piracicaba-SP, para produção e utilização da farinha de minhoca como suplemento alimentar, porém, até o momento, a Anvisa não apresentou o posicionamento definitivo.  

Para difundir os conhecimentos sobre vermicompostagem, o professor criou o site www.academiadaminhoca.com.br, com temas específicos sobre vermicompostagem, como o processo de produção de húmus de minhoca, farinha de minhoca, chá de húmus de minhoca entre outros, com o objetivo auxiliar na formação dos alunos da disciplina Minhocultura, dos cursos de Agronomia e Zootecnia, como também à demanda crescente da comunidade externa por informações sobre projetos de vermicompostagem caseira e/ou comercial. 

Quem desejar se aprofundar ainda mais sobre o tema conta com a obra “Vermicompostagem: Produtos Derivados e Aplicações”, recém lançada pelo professor da Jair Dionísio.  O livro foi organizado respeitando-se a ordem sequencial que transcorre naturalmente em uma unidade de vermicompostagem tradicional, em linguagem técnica e acessível, para que o leitor com qualquer formação educacional possa extrair informações necessárias para o seu projeto, independente da finalidade. A obra foi publicada pela editora Clube de Autores. Pode ser adquirida no link  https://clubedeautores.com.br/livro/vermicompostagem-2 .  Em breve será disponibilizada a versão em e-book. 

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...