logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Pista de nível internacional da UFPR atende de atletas de escolas públicas a equipes de alto rendimento

 

Atleta de um projeto da Prefeitura de Curitiba, Larissa sonha disputar a marcha atlética nos Jogos Olímpicos.

Larissa tem 17 anos e um sonho: representar o Brasil nos Jogos Olímpicos. A estudante já é campeã brasileira sub-18 de marcha atlética e recordista do campeonato. O envolvimento com o atletismo começou há nove anos, mas há um ano e meio ela está focada apenas na marcha atlética. “Quero seguir carreira, ser uma campeã olímpica e trazer essa conquista para o Brasil”, conta com um sorriso no rosto.

Larissa está entre os mais de 30 estudantes do projeto Equipe Permanente de Atletismo da Prefeitura de Curitiba que, por meio de uma parceria entre a Universidade Federal do Paraná e a Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude, treinam na pista de atletismo da UFPR. Adequada aos padrões internacionais, a pista é um legado das Olimpíadas 2016 e, além de atender atletas de alto rendimento, cumpre também um papel social.

O gestor do projeto da Prefeitura, Elmar Paulo Clock Júnior, explica que os alunos têm de 12 a 18 anos e já se destacaram em treinamentos realizados nas escolas e Centros de Esporte e Lazer da cidade. “Eles chegam lapidados para darmos início às provas de pista. O projeto começou em 2011 e já colheu frutos”, conta. Segundo ele, a pista da UFPR favorece a evolução dos jovens atletas. “A pista nova, sintética, de qualidade, faz diferença. Ela é de primeiro nível, uma pista oficial. Hoje é o único lugar que tem condições para se treinar em Curitiba. Com certeza haverá uma evolução em termos de resultados”, explica.

O paratleta Maxiel Rodrigues Ukracheske, de 18 anos, também integra a equipe. Ele tem paralisia cerebral, mas isso não o impediu de treinar desde os dez anos de idade e mostrar que tem grande potencial. “Já fui para seis campeonatos brasileiros e um Parapan de jovens. O rendimento aumentou bastante quando comecei a treinar na pista. A gente consegue ganhar mais resistência”, destaca.

Parcerias

Mais de 100 alunos da rede pública treinam na pista da universidade.

Além de atender o projeto da Prefeitura, a UFPR mantém convênio com outras escolas e instituições que também utilizam a pista. No total, mais de 100 estudantes da rede pública treinam no local. “É nessa faixa de idade que você se encontra ou não no meio esportivo. Mesmo que eles não se tornem atletas de alto rendimento, é possível ter uma vida mais saudável com a prática de exercícios físicos. Vai além da formação”, destaca o diretor do Centro de Educação Física e Desporto da UFPR, André Mendes Capraro.

O técnico desportivo da UFPR Vinicius Andrade conta que os estudantes desenvolvem variadas modalidades do atletismo e que os projetos visam iniciação e aprimoramento técnico. “Também é importante ver o lado social, a formação do cidadão. O esporte é capaz de proporcionar a mudança de vida, contribui para formação do caráter, ainda mais nessa faixa etária”, diz.

Equipe de alto rendimento

A pista de atletismo também é utilizada para aulas da graduação e por equipes de alto rendimento da UFPR. De acordo com o professor de atletismo da instituição, Vidal Palacios, duas turmas realizam o treinamento diferenciado. Seis atletas já foram classificados para os Jogos Universitários Brasileiros 2017 (JUBs). Os treinos acontecem de segunda a sábado.

“Essa pista foi o melhor presente para esses atletas. A pista é um incentivo e os resultados também serão melhores”, enfatiza Palacios.

A pista

A pista de atletismo da UFPR possui certificação nível 2 (A2), concedida pela Associação Internacional Federações de Atletismo, podendo receber competições estaduais, nacionais, sul-americanas e pan-americanas.

O espaço foi inaugurado em dezembro de 2016, no Centro de Educação Física e Desportos (CED), localizado no campus Centro Politécnico. A obra faz parte dos investimentos feitos pelo governo federal para a realização dos Jogos Olímpicos no Brasil.

A pista tem 400 metros de extensão, oito raias, área para salto triplo e salto com vara, duas bases para arremesso de peso, duas bases para lançamento de dardos, área para lançamento de martelo e disco, além de espaço para salto em altura. A área total construída é de 17 mil metros quadrados.

 

 

 

Sugestões

Capitães da areia é a obra do mês de agosto do Clube do Livro
A segunda temporada do Clube do Livro, promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SiBi) da Universidade...
Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para alunos da UFPR
O projeto de extensão “Ciência para Todos” está com inscrições abertas para o processo seletivo e trainee....
Projeto da UFPR oferece treinamento gratuito de futebol para meninas
Com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento integral de meninas entre 10 e 14 anos através da prática...
Inscrições para cursos extensivos do Celin para novos alunos iniciam em 7 de agosto
As inscrições para os cursos extensivos ofertados pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin)...