logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

O Estilo Clássico: Orquestra Filarmônica da UFPR faz espetáculo de estreia

Orquestra Filarmônica da UFPR - Foto: Leonardo Bettinelli
Orquestra Filarmônica da UFPR – Foto: Leonardo Bettinelli

O Teatro da Reitoria recebeu nesta quinta-feita (12/11) a primeira apresentação do concerto O Estilo Clássico que traz músicas do trio de compositores atuantes em Viena no final do século XVIII, Joseph Haydn, Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven. O concerto faz parte do Festival de Orquestras do Paraná.

O espetáculo foi inspirado pelas discussões que a musicologia vem travando em torno do significado da denominação “clássica” especialmente inspirada no trabalho do norte-americano, Charles Rosen.

Com bom público o concerto, sob regência de Márcio Steuernagel, iniciou com Abertura em Ré Maior (1777) de Haydn e seguiu com Concerto em Sol Maior para flauta (1777-78) de Mozart. A segunda parte do espetáculo trouxe Abertura Armida (1783) de Haydn e a Sinfonia no.2 em Ré Maior, opus 36 (1802) de Beethoven.

O concerto tem mais duas apresentações, nesta sexta-feira (13/11) e sábado (14/11) também às 20h30.orquestra

Entrevista

O diretor artístico do espetáculo, Harry Crowl, conversou com a Assessoria UFPR sobre o espetáculo:

Período clássico

Harry Crowl – O período que a gente chama de “Clássico” vem entre o Barroco e o Romantismo. Ele é uma ruptura com o Barroco e ao mesmo tempo prepara o terreno para o estilo romântico no século XIX.  É uma época em que muitas coisas se definiram em termos da música ocidental, formas, tonalidades, não só dentro da música de concerto mas mesmo na  música popular. Isso foi estabelecido nesta época porque começou a dar certo, tudo é feito à base da experimentação. No período clássico ficou consolidada a ideia da música escrita em detrimento da música improvisada, claro, há trechos que podem ser improvisados, mas é uma música que prima essencialmente pela escrita, muito baseada na partitura, o que rompe, com o estilo Barroco, por exemplo, que deixava muito mais janelas para a improvisação.

O pensamento da música do período clássico, de certa maneira, reflete o pensamento iluminista. É uma época de mentalidade muito racional, menos intuitiva, com um acúmulo de conhecimento e técnicas que já vieram desde o Renascimento.

Ruptura com o Barroco e a alternância entre o racional e o intuitivo

HC – No Barroco, a música tem um lado teatral muito forte, ela tem um grau de complexidade talvez maior e uma certa imprevisibilidade, porque muitas vezes os músicos estavam atrás de um tipo de discurso, tentando refletir algo extra-musical, é uma música mais dramática e mais pesada. O classicismo retoma a ideia da clareza, das coisas mais diretas e objetivas.

Esses processos vão se alternando ao longo da história. Eu costumo dizer que a gente tem uma alternância no pensamento ocidental entre o intuitivo e o racional. Depois do Renascimento, que vamos chamar de racional, temos o Barroco com um lado muito intuitivo, posteriormente vem o período Clássico, com o racional de novo e em seguida o romantismo, que preserva uma parte do classicismo, mas volta com o intuitivo, com a quebra da previsibilidade também. E no século XX tudo fica mais complicado, há uma certa aceleração do tempo, à partir da Revolução Industrial, a informação começa a chegar mais rápido os gostos mudam de uma forma mais rápida.

Sobre a Orquestra UFPR

HC – A nossa orquestra acaba desempenhando um papel de orquestra jovem, o que é raro no Brasil atualmente, buscando envolver tanto estudantes de música como pessoas da comunidade. Temos um caráter formativo em relação aos músicos e também para o público, os concertos todos têm uma preocupação didática, o que é um trabalho ligado à pesquisa, mesmo que não seja uma pesquisa no conceito acadêmico, ligada a um departamento, seguimos todos os parâmetros para isso o que reflete no que levamos ao público.

Serviço

Programa: Haydn, Mozart, Beethoven
Data: 12, 13 e 14 de Novembro
Local: Teatro da Reitoria (Rua XV de Novembro, 1299)
Horário: 20h30
Ingresso: Entrada Franca

Redes Sociais

Facebook – Orquestra Filarmônica da Universidade Federal do Paraná

Evento no Facebook –  Concerto O Estilo Clássico

Facebook – UFPR Arte e Cultura

Sobre o Festival de Orquestras do Paraná (link externo): “Festival reúne orquestras acadêmicas paranaenses” (Gazeta do Povo)

Sugestões

Capitães da areia é a obra do mês de agosto do Clube do Livro
A segunda temporada do Clube do Livro, promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SiBi) da Universidade...
Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para alunos da UFPR
O projeto de extensão “Ciência para Todos” está com inscrições abertas para o processo seletivo e trainee....
Projeto da UFPR oferece treinamento gratuito de futebol para meninas
Com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento integral de meninas entre 10 e 14 anos através da prática...
Inscrições para cursos extensivos do Celin para novos alunos iniciam em 7 de agosto
As inscrições para os cursos extensivos ofertados pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin)...