logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Melhor tese de doutorado em Química do país é da pós-graduação da UFPR

10122014-premio-capes-img-2007O mestre e doutor em Química pela UFPR, Rodrigo Villegas Salvatierra, recebeu da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) o Prêmio Capes de Tese 2015. A solenidade de entrega ocorreu na noite desta quinta-feira (10), em Brasília, e premiou as melhores teses de doutorado defendidas em 2014. Foram 735 trabalhos inscritos por 86 instituições públicas e privadas de todo o país.

Rodrigo Salvatierra atualmente está fazendo pós-doutorado na Rice University (Houston, EUA). FOTO: Arquivo pessoal
Rodrigo Salvatierra atualmente está fazendo pós-doutorado na Rice University (Houston, EUA). FOTO: Arquivo pessoal

Orientado pelo professor Aldo José Gorgatti Zarbin e coorientado pela professora Marcela Mohallem Oliveira, Salvatierra defendeu, ano passado, a tese “Filmes Finos de Polímeros Conjugados e Nanoestruturas de Carbono obtidos em Interfaces Líquido-Líquido: Síntese, caracterização e Aplicação em Dispositivos Fotovoltaicos”. Atualmente, o pesquisador já é pós-doutorando na Rice University (Houston, EUA), com bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Para a premiação, foram considerados os quesitos originalidade, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social, de inovação e valor agregado ao sistema educacional. A seleção é feita por comissões formadas por membros da comunidade em cada área.

Menção Honrosa

Outras duas teses defendidas em programas de pós-graduação da UFPR ainda receberam Menção Honrosa da Capes. Na área de Engenharias III, Gustavo Valentim Loch, sob orientação do professor Arinei Carlos Lindbeck da Silva, recebeu homenagem pela tese “Uma nova abordagem no processo interativo de melhoria de solução na resolução do problema de transporte”. Com o trabalho, ele garantiu o título de doutor em Métodos Numéricos em Engenharia pela Universidade.

Em Astronomia e Física, a agora doutora Natasha Ariane Diniz Yamamoto, sob orientação da professora Lucimara Stolz Roman, teve menção honrosa pela tese “Células solares orgânicas baseadas nas estruturas heterojunção em bicamada e heterojunção de volume. A defesa foi feita no Programa de Pós-Graduação em Física da UFPR.

pt_BRPortuguese