logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Livro sobre o mundo rural brasileiro é lançado em Curitiba


Uma ampla radiografia do rural brasileiro hoje, com múltiplos enfoques, informações e análises rigorosas, escritas por alguns dos maiores especialistas do Brasil. Trata-se do livro “O mundo rural no Brasil do século 21”, obra com 1.182 páginas, dividida em 37 capítulos com a autoria de 51 cientistas sociais ligados a mais de 20 instituições públicas e privadas. O livro é editado por Eliseu Alves e Zander Navarro (ambos da Embrapa) e Antônio Márcio Buainain e José Maria da Silveira (ambos da Unicamp). Em essência, os autores procuraram enfrentar o relativo desconhecimento, o romantismo e a idealização da agricultura, do “rural brasileiro” e do agronegócio, com informações e análises rigorosas sustentadas em informações primárias, como dados de censo e pesquisas de campo. O professor da UFPR Junior Garcia, do Departamento de Economia da UPFR, é autor de um dos capítulos.

O pesquisador Zander Navarro conta que a origem do livro é um artigo publicado em maio de 2013 com o título “Sete teses sobre o mundo rural brasileiro”. Escrito pelos quatro organizadores do livro, esse artigo gerou um grande debate nas ciências sociais brasileiras ao apresentar transformações atuais da atividade agropecuária e seu impacto sobre as regiões rurais brasileiras. Os autores do artigo enfatizaram o surgimento de um novo padrão agrário e agrícola. O interesse gerou o desafio de consolidar informações e analisar os inúmeros ângulos analíticos do mundo rural atual e as interpretações possíveis.

As raízes de “O mundo rural no Brasil do século 21” nasceram, especialmente, de duas motivações. Primeiramente, o contínuo acúmulo de evidências empíricas relativamente inesperadas, as quais foram se multiplicando ao longo dos anos no período recente. Registre-se, por exemplo, o crescimento ininterrupto da produção agropecuária e a quebra de recordes, ano após ano: entre 1975 e atualmente a produção pulou de 45 milhões para 200 milhões de toneladas de grãos. Mas a lista de fatos ilustrativos e reveladores é quase infindável e demonstra a pujança tecnológica e produtiva, mas também econômico-financeira, de um espaço da sociedade e sua principal atividade, antes entendidos isoladamente e percebidos como atrasados: a agropecuária e o mundo rural. Em oposição à depreciação social antes existente, ambos são atualmente notados e analisados como sendo intrinsecamente modernos e articulados aos demais setores econômicos e à vida urbana, assim aproximando o campo da cidade, em todos os sentidos, incluindo as facetas sociais e culturais.

O lançamento aconteceu no último dia 5, no Auditório da Ocepar, em Curitiba, durante o Seminário Agronegócio Brasileiro – Desafios da Inovação, Política Agrícola e Assistência Técnica. O livro está à venda apenas na livraria da Embrapa Informação Tecnológica (Brasília, DF). Os interessados podem se dirigir à Embrapa através do endereço livraria@embrapa.br.

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...