logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

IFPR realiza cerimônia de devolução dos estúdios do Setor de Educação Profissional e Tecnológica da UFPR

Depois de doze anos sendo utilizados pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR), como meio que possibilitou aos alunos da instituição realizarem suas aulas, os estúdios de vídeo foram devolvidos oficialmente à Universidade Federal do Paraná (UFPR) nesta segunda-feira.

Cerimônia de devolução do estúdio pertencente à antiga escola técnica da UFPR que foi emprestada ao Instituto Federal do Paraná (IFPR) – foto: Marcos Solivan

O pró-reitor de Administração e Infra Estrutura do IFPR, Paulo Yamamoto, relatou que 43 cursos foram ofertados durante esses 12 anos de parceria, proporcionando a formação de cerca de 93 mil técnicos para nossa sociedade.

Segundo o vice-diretor do Setor de Educação Profissional e Tecnológica (Sept), Jaime Wojciechowski, nos estúdios que retornaram a UFPR serão desenvolvidas duas principais atividades: A elaboração de atividades do curso de Comunicação Institucional envolvidos com o áudio visual e as atividades do Núcleo Tecnológico Educacional (NTE) que desenvolvem a produção de material didático, como a gravação de aulas e de podcasts.

Na cerimônia compareceram as seguintes autoridades: o reitor da UFPR, professor Ricardo Marcelo Fonseca; a vice-reitora da UFPR, professora Graciela Inês Bolzon de Muniz; o vice-diretor do Sept/UFPR, professor Jaime Wojciechowski; o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional do IFPR, professor Paulo Tetuo Yamamoto e o pró-reitor de Ensino do IFPR, Professor Amarildo Pinheiro Magalhães.

Em sua fala, Fonseca comentou sobre a importância da retomada dos espaços da UFPR: “Esse é um espaço crucial para a universidade, com a diminuição radical das verbas de capital, de investimento destinadas para obras, termos espaços inaugurados se tornou um luxo”.

Na cerimônia foram reforçadas a gratidão e as parcerias realizadas durante mais de uma década entre os profissionais da UFPR e IFPR.

por Bruna Durigan

pt_BRPortuguese