HC orienta pacientes na “Semana Internacional da Alergia”

08 abril, 2013
11:44
Por prograd
0
Extensão e Cultura

O HC realiza um trabalho de alerta para a população no dia 12 de abril, às 11 horas, nas dependências do Pronto Atendimento. Médicos, residentes e professores abordarão os pacientes que procuram o HC, juntamente com seus acompanhantes e familiares, para informar e conscientizar sobre as alergias alimentares, suas consequências e alternativas de tratamento. A iniciativa vem de encontro às atividades da “Semana Internacional da Alergia”. O objetivo da campanha é desenvolver planos de estímulo à prevenção de doenças alérgicas e alertar a população e a comunidade científica para o conhecimento dos problemas pelos quais passam os portadores de alergias. A promoção é da World Allergy Organization (WAO) ─ Organização Mundial da Alergia e a Semana ocorre a partir desta segunda-feira (8), até o dia 14 de abril.

Segundo o alergologista do Hospital (HC-UFPR) Nelson Rosário Filho, os derivados lácteos são a maior causa de atendimentos relacionados à alergia. “Fizemos um levantamento de casos e vimos que só no ano passado atendemos 49 crianças com sintomas de alergia aos produtos lácteos”, explicou Nelson. Segundo o médico, é fundamental que o paciente tenha conhecimento de sua alergia e que tome medidas cuidadosas como a verificação dos ingredientes de sua refeição, a fim de evitar o alimento que lhe é nocivo e consequentemente as reações adversas. Uma alternativa de tratamento é a imunoterapia, ministrada com vacinas que inibem a ação da substância que provoca a alergia na ingestão dos alimentos. Através de exame de sangue e da verificação do alimento é possível saber a positividade e a graduação da alergia do paciente. “Ainda por meio do teste, podemos dizer se a pessoa é alérgica ou não. E pelo exame de sangue, determinar o grau da sua aversão.”

Brasil ─ A campanha no Brasil será apoiada pela Associação Brasileira de Imunopatologia (Asbai) e terá foco em alergias alimentares, sobretudo por leite de vaca, ovos e frutos do mar. O evento também vai abordar o tema mostrando as causas globais de alergia alimentar. Uma das pautas em destaque é a rotulagem de alimentos, prática que discrimina no rótulo a composição do mesmo, procedimento este que já é adotado nos países desenvolvidos. De acordo com a WAO, as alergias, em suas diversas maneiras de se manifestar, afetam de 30 a 40 por cento da população mundial, sendo mais comum em crianças e jovens adultos. Esses números, em grande parte, devem-se ao aumento da poluição nas grandes cidades e a precariedade dos serviços de tratamento e prevenção.

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]