Estudo da UFPR sobre viabilidade técnica, econômica e ambiental da hidrovia do Rio Paraguai é apresentado no Ecobrasil 2016

11 maio, 2016
18:18
Por Henrique Rosso
0
Ciência e Tecnologia
Equipe do ITTI em estudo na região da hidrovia do Rio Paraguai. FOTO: ITTI/UFPR

Equipe do ITTI em estudo na região da hidrovia do Rio Paraguai. FOTO: ITTI/UFPR

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) participou, nos dias 05 e 06 de maio, de um dos mais expressivos eventos do setor aquaviário brasileiro, o Ecobrasil 2016 – 12º Seminário Nacional sobre Indústria Marítima e Meio Ambiente, realizado no Rio de Janeiro. Como parte da programação da iniciativa, o professor do Departamento de Transportes da Universidade, Eduardo Ratton, apresentou o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) da Hidrovia do Rio Paraguai.

O EVTEA, desenvolvido pela equipe do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura da (UFPR/ITTI), foi tema do segundo dia de palestras do evento, que tratou também de assuntos como gestão portuária e dragagem de portos públicos, licenciamento ambiental e regulamentação para dragagens, licenciamento ambiental das atividades de petróleo no Brasil, atuação do Ministério Público em acidentes ambientais nos portos, entre outros.

Professor do Departamento de Transportes da UFPR, Eduardo Ratton, apresentou o estudo para especialistas do país. FOTO: Acervo pessoal

Professor do Departamento de Transportes da UFPR, Eduardo Ratton, apresentou o estudo para especialistas do país. FOTO: Acervo pessoal

Professor Ratton descreveu o desenvolvimento do EVTEA e suas principais etapas e conclusões, entre elas o fato da Hidrovia poder ser uma excelente alternativa para o transporte de cargas no Centro-Oeste brasileiro. No Estudo foram apontados os principais gargalos logísticos e operacionais de navegação no Rio Paraguai e as potencialidades futuras da Hidrovia.

O coordenador do EcoBrasil, Heitor Ciuffo, destacou a valorosa participação da UFPR/ITTI no evento. “O EcoBrasil foi criado em 2002 com o propósito de trazer soluções para o setor, por isso, ele reúne representantes do tripé: Governo, como a Antaq, o Dnit e o Tribunal de Contas,; empresas da área de meio ambiente, e; universidades, que trazem para o debate o conhecimento tecnológico através de estudos e produtos que são produzidos no ambiente acadêmico. Neste ano, o EVTEA da Hidrovia do Rio Paraguai, apresentado pela UFPR/ITTI trouxe questionamentos interessantes sobre batimetria, que levantou a possibilidade da realização de um evento específico sobre hidrovias”, ressaltou.

O evento reuniu especialistas da área pública e representantes de instituições privadas do setor aquaviário com o intuito de aprimorar os conhecimentos sobre novas tecnologias, investimentos e conservação do Meio Ambiente nos portos, na indústria naval e na Marinha Mercante, entre eles Antaq, Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP), Marinha do Brasil, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Companhia Docas do Estado do Espírito Santo (Codesa), Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ministério Público de Santos e Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH).

Todas as palestras, em Power Points, foram disponibilizadas pela organização do evento no link https://goo.gl/6dRz88.

Com informações da Assessoria de Comunicação/ITTI

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]