logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Professor da UFPR apresenta Estudo da Hidrovia Paraguai – Paraná em seminário internacional, em Buenos Aires

O professor da Universidade Federal do Paraná e coordenador do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura da Universidade (UFPR/ITTI), Eduardo Ratton, será um dos palestrantes do XXV Seminário Internacional de Portos, Vias Navegáveis, Transporte Multimodal e Comércio Exterior, evento realizado em Buenos Aires (AR), entre os dias 14 e 16 de outubro.

FOTO: Assessoria ITTI
O Estudo compreende o trecho da Hidrovia desde as nascentes do Rio Paraguai (Brasil) até Nueva Palmira (Uruguai). FOTO: Assessoria ITTI

Na palestra, Ratton irá expor os objetivos do Estudo elaborado em cooperação entre a UFPR, por meio do ITTI, e a Agência Nacional de Transportes Aquaviáros (ANTAQ), que contempla assuntos de interesse aos cinco países signatários do Acordo da Hidrovia Paraguai-Paraná (Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai), tendo o seguinte tema: “Estudo das práticas regulatórias, vantagens competitivas e oferta e demanda de carga entre os países signatários do Acordo da Hidrovia Paraguai – Paraná”.

O professor da UFPR/ITTI apresentará os três eixos de Estudo – Mercado, Infraestrutura e Regulatório – que visam elaborar diagnósticos e análises atualizadas sobre a Hidrovia Paraguai-Paraná, bem como a identificação das redes de transportes existentes nos países signatários e as diferenças regulatórias entre os mesmos.

“O trabalho demonstra a necessidade de reduzir a grande dependência do transporte rodoviário na movimentação de cargas, sendo de extrema importância a participação voluntária de todos os países na elaboração do Estudo, já que é de interesse de todos”, ressalta Ratton.

Durante o evento também estão previstas reuniões técnicas setoriais com representantes dos cinco países que integram o Acordo Signatário da Hidrovia Paraguai – Paraná.

O Seminário, realizado na capital argentina, reúne representantes de diversos países para discutir as últimas tendências do setor portuário, marítimo e de logística, comércio exterior e indústria naval. Estarão presentes o presidente do Conselho Portuário Argentino e da Administração Geral dos Portos, Sergio Borelli, o presidente da Indústria Naval Argentina, Juan Antonio Torresin, o vice-presidente da Comissão de Interesses Marítimos, Portuários e Pesqueiros da Câmara dos Deputados da Argentina, Gaston Harispe, entre outras autoridades.

O evento ocorre simultaneamente ao V Encontro Internacional da Indústria Naval (EINAVAL 2015).

O Estudo
A Hidrovia é uma importante via de integração do Mercado Comum do Sul (MERCOSUL), começando no Centro-Oeste brasileiro seguindo no sentido norte-sul até desaguar no Oceano Atlântico. O Estudo que compreende o trecho da Hidrovia desde as nascentes do Rio Paraguai (Brasil) até Nueva Palmira (Uruguai) é dividido em três eixos:

Eixo Mercado: No eixo mercado, é elaborado um diagnóstico e análises atuais da Hidrovia, quanto à situação das embarcações, fluxo de produtos, empresas de navegação que atuam na Hidrovia e o levantamento de estaleiros que operem na manutenção de embarcações.

Eixo Infraestrutura: Neste eixo é necessário realizar o levantamento das condições gerais de navegação da Hidrovia, identificação de local de portos e terminais estrangeiros, principais vias de ligação rodo e ferroviárias, além do levantamento das principais obras de infraestrutura viária planejadas.

Eixo Regulatório: Compete identificar as diferenças regulatórias entre os países envolvidos no Acordo da Hidrovia Paraguai-Paraná e apontar as vantagens competitivas entre os membros.

Texto por Assessoria ITTI

en_USEnglish