logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Noite de samba aquece Antonina no Festival de Inverno da UFPR

Bailarinos apresentam samba de gafieira no Palco Principal - Foto: Marcos Solivan

O show “Bons Momentos” do Grupo Sambacuri animou e aqueceu o público no 23º Festival de Inverno da UFPR no domingo (14), no Palco Principal. Os artistas tocaram o melhor do samba, com músicas de compositores renomados, como Jorge Aragão, Arlindo Cruz e Adoniran Barbosa, além de músicas de compositores paranaenses, como Lápis, Gerson Bientinez e Alex Souza. O show leva este nome em homenagem ao primeiro CD solo do intérprete paranaense Ciro Morais.

O Grupo Sambacuri já tem mais de 15 anos de carreira e atualmente é formado por Zezinho do Pandeiro, Mauricio Guimarães (violão), Rogério Morais (cavaquinho), Antonio Rocha (contra-baixo), Emerson Cardoso (surdo), Anderson Luiz (rebolo), Gilberto Fernandes (bateria) e Ciro Morais no vocal. Outros artistas que também participaram da apresentação do grupo e animaram a noite foram Jô Tobias e Irajá Carvalho, par que deu um show a parte com demonstrações de samba de gafieira bem executado.

A simpática dançarina conta que conheceu a banda no concurso de dança da New Flick’s, tradicional casa de bailes curitibana, em que ela e o parceiro de dança foram os vencedores. ”O Sambacuri foi o grupo que tocou no concurso que ganhamos, então fizemos amizade e passamos a trabalhar com eles. A gente dança muito mais por prazer do que por qualquer outra coisa”, conta Jô.

Sambacuri apresentou o melhor do samba tradicional - Foto: Marcos Solivan

O público aprovou o Sambacuri, que colocou as pessoas para sambar na rua, divertiu e empolgou. Matheus Rodrigues e a namorada Andréia Drula, ambos estudantes de Educação Física da UFPR, gostaram do que ouviram. ”Não conhecia a banda, mas gosto de samba. Gostei da qualidade do som que eles tocam”, conta Matheus. Andréia não conhecia muito do repertório, mas isto não atrapalhou. ”Por mais que eu não conheça todas as músicas o som é envolvente”, completou.

Quem já conhecia os artistas e que também gostou de rever o grupo foi a empresária Denise Nogueira, de Antonina. “Adoro samba, está tudo muito legal, eu já conhecia a banda”, conta Denise. Ela também aprova o evento da UFPR. ”O Festival traz cultura, conhecimento para a cidade e atrações para todas as idades, entra um dinheiro a mais, é ótimo”, contou Denise.

E o Festival de Inverno da UFPR continua. Quem se interessou e quer participar pode conferir a programação na página do evento.

Por Lara Madeira (especial de Antonina)

en_USEnglish