logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Estudantes de Curitiba e Região Metropolitana visitam a exposição “Evolução” no Mae

estudantes visitam a mostra. Foto UFPR Litoral

A evolução é um assunto que desperta a atenção de cientistas, professores, estudantes e está traindo visitantes do Litoral, Curitiba e Região Metropolitana à exposição promovida pelo Laboratório Móvel de Divulgação Científica (LabMóvel), da UFPR Litoral. Nela, as descobertas de Charles Darwin e de outros cientistas são abordadas de forma atraente e didática, que ajuda na compreensão da origem e evolução das espécies.

Ao longo da exposição, há diversas réplicas de seres vivos pré-históricos: desde unicelulares até insetos, répteis, aves e mamíferos, que demonstram as mudanças nas estruturas e o processo de evolução e especialização dos seres vivos. Entre os destaques está a coleção de crânios de hominídeos que mostra a trajetória da espécie humana. As representações também são feitas em painéis com informações sobre as peças e imagens dos animais em ambientes naturais.

Desde a abertura, em maio deste ano, a exposição recebe visitas de famílias e colégios das redes públicas e privadas. A reportagem da UFPR Litoral acompanhou a visita de estudantes do primeiro ano do ensino médio do colégio estadual Gabriel de Lara que estiveram no MAE acompanhados pelos professores das disciplinas de biologia e história. Para o professor Marcelo Taka, a exposição ajuda a desmistificar algumas ideias sobre a evolução que estão no senso comum, mas são errôneas. De acordo com o professor, os estudantes podem ver de perto peças que representam o que estudaram em sala, o que ajuda a despertar mais interesse, e encontram peças verdadeiras, com as quais ficam mais impressionados.

A estudante Isabela Portela, de 15 anos, disse que a exposição despertou muita curiosidade. “Eu nunca tinha visto uma exposição assim e o que mais me chamou a atenção foram os crânios. Fiquei curiosa e quero pesquisar mais a respeito”, falou a estudante. Para a professora de história, Jucilene Mariotto, visitas como essa contribuem para a formação continuada. “O fato de estarmos fora do ambiente tradicional de aprendizagem, faz com que os estudantes percebam que há mais lugares onde podem buscar conhecimento, a experiência amplia o campo de visão deles”, defende Jucilene.

Entre os meses de maio e junho, a exposição recebeu mais de três mil visitantes. Segundo a administradora do MAE, Beth Escomassim, durante a semana a maior parte dos visitantes é de grupos de estudantes trazidos pelos colégios. Já nos finais de semana aumenta o número de turistas e grupos de famílias. A exposição fica em cartaz até outubro. As visitas podem ser agendadas com a equipe do LabMóvel e do MAE.

Museu de Arqueologia e Etnologia da UFPR
De terça a sexta: das 8h às 20h. Sábados, domingos e feriados: das 12h às 18h (até 31/10)
Rua XV de Novembro, 575 – Centro – Paranaguá
Mais informações: (41) 3721-1200 e (41) 3313-2042
LabMóvel: http://www.labmovel.ufpr.br/ – (41) 3511-837

texto de Aline Gonçalves

en_USEnglish