logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Embaixador de Belarus no Brasil visita a UFPR

 

Embaixador de Belarus visita a Universidade Federal do Paraná para uma aproximação científica entre as regiões. Foto: Leonardo Bettinelli
Embaixador de Belarus visita a Universidade Federal do Paraná para uma aproximação científica entre as regiões. Foto: Leonardo Bettinelli

Uma delegação que incluiu o embaixador de Belarus no Brasil e o cônsul do país em São Paulo visitou a Universidade Federal do Paraná nesta terça-feira (1). O embaixador Leonid Krupets e o cônsul Grigori Goldohleger foram recebidos pelo vice-reitor da UFPR, Rogério Mulinari, e apresentaram o sistema de educação do país, que se situa no Leste Europeu, e tem área um pouco maior do que o estado do Paraná e população de cerca de 9,5 milhões de habitantes.

Segundo o embaixador, o país possui 45 universidades, 35 delas estatais. “Nosso sistema de educação tem nível muito alto e é bem reconhecido no mundo inteiro”, afirmou.  Cerca de 500 mil estudantes de 70 países do mundo cursam ensino superior em Belarus, mas não há muitos estudantes brasileiros ou paranaenses nas universidades do país. “No Brasil, quase todos acham que Belarus pertence à Rússia”, opinou Krupets. O país, antigamente chamado Bielorrússia, declarou independência em 1991, e passou a se chamar República de Belarus.

Um dos pontos fortes da indústria do país, explicou Krupets, é a produção de tratores, caminhões, trens e ônibus. Ele destacou também a importância da indústria petroquímica, de processamento de madeira, agricultura e produção de leite e derivados. O embaixador falou ainda sobre o sistema de saúde de Belarus, e afirmou que o país é um dos que apresentam os menores índices de mortalidade materna e infantil.

O vice-reitor da UFPR, Rogério Mulinari, disse ao embaixador que viu similaridades entre o estado do Paraná e Belarus, e potenciais áreas de cooperação, especialmente em engenharia automotiva, área florestal, ciências agrárias e ciências da saúde. “O número total de universidades em um país desse tamanho é uma força muito grande e mostra a importância da educação nessa cultura”, afirmou Mulinari.

Tanto o vice-reitor da UFPR quanto os componentes da delegação estrangeira afirmaram estar à disposição para o início de um termo de cooperação técnico-científica com universidades belarussas, com o intuito de aproximar pesquisadores e estudantes das duas regiões.

Veja mais fotos da visita neste link.

en_USEnglish