Em Tuneiras do Oeste, associação de agricultores recebe oficina sobre economia solidária

17 dezembro, 2012
18:04
Por
0
Extensão e Cultura

Foto: Divulgação

Com foco na economia solidária, 30 integrantes da Organização Central das Associações de Desenvolvimento Comunitário de Tuneiras do Oeste (Ocadecto) participaram, na última sexta-feira (14), da oficina “Gestão ambiental e produção de alimentos na agricultura familiar com economia solidária”, ministrada pela professora do Departamento de Teoria e Prática da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Sonia Haracemiv e pela doutoranda em Sociologia Izabel Liviski.

A atividade é parte do Programa de Educação Ambiental (PEA), um dos cinco programas socioambientais que integram o projeto “Estrada Boiadeira: sonho que se realiza”. As ações desenvolvidas em paralelo à construção do trecho de 18,7 quilômetros, entre Cruzeiro do Oeste e Tuneiras do Oeste, na região Noroeste do Paraná, são resultados de uma parceria entre a UFPR, por meio do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI), e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Além de atividades com trabalhadores da obra, o PEA atua com professores da rede pública de ensino dos dois municípios contemplados pelo empreendimento, com comunidades e outras organizações da sociedade civil, como a Ocadecto.

O encontro foi o primeiro de uma série de atividades que devem ser trabalhadas com a organização até maio de 2013, data de previsão para a finalização do trecho da BR 487.

No início da oficina, os agricultores apresentaram quais alimentos cultivam, as formas como trabalham o solo, bem como as épocas de plantio e colheita. Segundo a professora Sonia Haracemiv, a opção metodológica adotada está em consonância com os princípios da economia solidária.

“Primeiro, escolhemos os produtos mais produzidos no município pela agricultura familiar e, em seguida, pedimos para que cada pessoa apresentasse outra do grupo para os demais. Eles precisavam responder quem era o colega que pertence a organização. Com isso, trabalhamos com as necessidades e os sonhos dos outros, que é básico da economia solidária”, explica a professora.

Para a presidente da Ocadecto, Maria da Conceição Santos, a metodologia empregada na oficina foi o diferencial para que houvesse participação do grupo. Na segunda parte do encontro, por exemplo, os participantes fizeram uma simulação do processo produtivo, desde o cultivo até a comercialização.

Informações da Assessoria de Imprensa do Instituto Tecnológico de Transporte e Infraestrutura (ITTI).

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]