logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Docente da Universidade da Tasmânia participa de evento de educação a distância na UFPR

Programação_final_certificação
Imagem: Divulgação

No próximo dia 8, das 9h às 17h, no Auditório Gralha Azul no Setor de Ciências da Saúde, será realizada a III Semana de Educação Aberta – “Adesão de instituições do Paraná ao Programa Paranaense de Práticas e Recursos Educacionais Abertos”. Promovido pela Coordenação de Integração de Políticas de Educação a Distância (Cipead) da Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional (Prograd), o evento, gratuito, contará, no período da manhã, com a palestra da professora Carina Bossu, da Universidade da Tasmânia, Austrália.

Por meio da Cipead, a UFPR está presente no projeto eMundus, uma iniciativa apoiada pela Comissão Europeia com o objetivo de explorar o potencial da Educação Aberta. Segundo site do projeto, o programa de Recursos Educacionais Abertos (REA Paraná) busca disseminar as Práticas Educacionais Abertas (PEAs) e incentivar a produção de Recursos Educacionais Abertos (REAs) no Paraná, disponibilizando-os para a comunidade acadêmica da UFPR e da UTFPR, bem como para a comunidade externa via web.

“Os REA podem ajudar, por exemplo, os educadores a reduzir o tempo de preparação de aulas, evitar a duplicação de esforços e concentrar os seus esforços em tornar a aprendizagem dos alunos uma experiência mais gratificante. Para os estudantes formais e informais a utilização dessas ferramentas representa acesso a informação de boa qualidade e de baixo custo (ou até mesmo gratuitamente), flexibilidade para estudar em qualquer lugar e a qualquer hora, entre outros”, opina Bossu.

Carina Bossu é professora do Instituto da Tasmânia de Aprendizagem e Ensino da Universidade da Tasmânia, na Austrália. Seu trabalho e pesquisa concentram-se principalmente em Recursos Educacionais Abertos (REA) e Práticas Educacionais Abertas (PEA) no ensino superior, mais especificamente relacionados com a aprendizagem, ensino e desenvolvimento profissional. Anteriormente, foi bolsista de pesquisa da Universidade de Nova Inglaterra, também na Austrália.

Confira abaixo uma entrevista com a docente:

UFPR: Quais as perspectivas da Educação Aberta no Mundo?
Bossu: A Educação Aberta no mundo está se expandindo rapidamente. A diversidade de projetos de pesquisa e desenvolvimento nesta área cresce a cada ano, apoiados por fundos financeiros nacionais e internacionais. Com isso cresce também o número de pessoas e entidades envolvidas, incluindo educadores, pesquisadores, governos, instituições educacionais, entre outras organizações. Na Austrália, apesar de alguns desenvolvimentos atuais, a Educação Aberta ainda não é parte integral na Educação superior.

UFPR: O que os MOOC (Massive Open Online Course) representam para a Educação?
Bossu: Somente se o MOOC for realmente aberto, onde estudantes e educadores tem o direito de baixar, adaptar o conteúdo, reusar o conteúdo, e redistribuí-lo, eu acredito que MOOCs são ou serão ferramentas educacionais poderosas que podem contribuir para o aumento ao acesso a Educação informal e formal, ao aprendizado contínuo e life long learning.

UFPR: Qual a contribuição desse Movimento de Educação Aberta para Educadores e estudantes?
Bossu: Os benefícios da Educação Aberta para educadores e estudantes são vários. Os educadores tem atualmente acesso a uma gama crescente de recursos educacionais abertos (REA), que podem ser usados para atualizar, inovar e revisar conteúdos de aprendizagem existente. Outros benefícios para os alunos são a interação e o desenvolvimento de conteúdos e o compartilhamento dos conhecimentos adquiridos com outros alunos, atingindo assim suas metas pessoais de aprendizagem e lidando com diferentes pontos de vista.

UFPR: Como percebe o futuro da Educação a partir desse Movimento de Educação Aberta?
Bossu: Eu acredito que a Educação Aberta está aqui pra ficar. O potencial da Educação Aberta para a melhoria do ensino e aprendizagem e para o crescimento ao acesso a Educação, são inquestionáveis. Entretanto, a Educação Aberta exige mudança de atitudes de educadores e estudantes. O conceito de compartilhar conteúdo e materiais devidamente licenciados ainda é uma novidade e expõe práticas de ensino e qualidade de conteúdo. Essa mudança de paradigma acontecerá mais cedo ou mais tarde, influenciadas pela sociedade, pelas instituições de ensino e até mesmo pelos alunos e pares.

Serviço:
III Semana da Educação Aberta
Data: 8 de junho
Horário: 9h às 17h
Local: Auditório Gralha Azul, Setor de Ciências da Saúde – campus Jardim Botânico
Endereço: Av. Prefeito Lothário Meissner, 632, Jardim Botânico
Entrada livre.

Sugestões

Post de Evento
Vai ser publicado um Edital sobre ……
Pré-Vestibular Comunitário da UFPR está com vagas remanescentes abertas
O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná...
Provar 2024: UFPR tem 804 vagas abertas em cursos de graduação, inscrições até 11/08
Esta é a última semana para inscrição de interessados em uma das 804 vagas em cursos de graduação oferecidas...
Mestrado acadêmico em Enfermagem recebe inscrições
O Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Paraná oferece 24 vagas para o curso...