logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Doceiro Baiano ganha homenagem no aniversário de 90 anos de vida e 50 de UFPR

Comemoração do aniversário de 90 anos do Baiano (fotos Samira C. Neves)

Com discursos emocionados, muitas palmas e cerca de 200 pessoas presentes, a festa de aniversário do doceiro Baiano, ou José Alves Pereira, foi um sucesso. Teve bolo de aniversário, parabéns e uma placa comemorativa que ficará bem perto do ponto onde Baiano comercializa seus doces há 50 anos no Setor de Ciências Agrárias da UFPR. O evento, realizado na tarde deste dia 29 de maio, contou com alunos, professores e técnicos do Setor. Muitos ex-alunos vieram até o campus especialmente para cumprimentar o simpático nonagenário.

O diretor do Setor de Ciências Agrárias, Amadeu Bona Filho, lembrou que a humildade e simpatia são dois dos grandes atributos do doceiro. “Muitos dos atuais professores do Setor foram também alunos aqui e já conheciam o Baiano dessa época. Por isso, todos têm enorme carinho por ele, que é um exemplo de honestidade e perseverança”, afirmou. Os professores Wilson Loureiro e José Camargo Zambom também agradeceram a presença de Baiano no campus, sempre oferecendo uma palavra amiga para todos.

Descerramento da placa comemorativa

Jorge Samek, ex-diretor geral da Itaipu e ex-aluno de Agronomia da UFPR, foi um dos que vieram homenagear Baiano. Ele lembrou que sua turma, em 1976, foi uma das que colaborou para a compra do carrinho ambulante que até hoje é utilizado pelo doceiro.

Sobre o Baiano

José Alves Pereira, o Baiano, é uma figura quase lendária no Setor de Ciências Agrárias da UFPR. Ele começou a trabalhar no Setor em 1967, vendendo sorvetes e outras guloseimas. Nesse tempo fez amigos e conquistou a simpatia de estudantes, professores e técnicos administrativos que atuam no local.

Placa em homenagem ao Baiano

Baiano já foi homenageado em diversas formaturas ao longo desses anos, na maioria das vezes como “Amigo da Turma”. Tantas que até perdeu a conta. “Tenho mais de 30 quadros e homenagens em casa”, diz ele.  Ganhou também uma biografia, lançada pela editora Artesão de Memórias, intitulado “São Baiano das Agrárias – Memórias de José Alves Pereira”. O livro foi financiado com a ajuda de ex-alunos do Setor. Baiano também foi agraciado com o título de Engenheiro Agrônomo Honorário pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná, em 2015.

Todos os dias, das 9 às 16h, de segunda a sexta-feira, Baiano (que na verdade é cearense, nascido na cidade de Crato) marca presença em frente ao diretório acadêmico de Agronomia da UFPR. Vende doces de todo tipo e conversa com alunos e professores. “Isso aqui é uma família”, garante ele.

O uniforme, uma camisa com a logomarca da UFPR, foi presente do professor Wilson Loureiro, que também criou o “santinho” do São Baiano das Agrárias. No impresso, a foto do Baiano e a frase “Protetor, conselheiro e desatador dos nós dos estudantes de Agrárias da UFPR”. O folheto sugere comer um docinho do Baiano por nove dias seguidos para passar nas disciplinas mais difíceis. A brincadeira é antiga, do tempo do Orkut, mas ainda vale.

José Alves Pereira, o Baiano

Baiano chegou ao Paraná em 1952, primeiramente morando em Paranavaí, e logo em seguida veio para a capital. Em Curitiba, começou a trabalhar vendendo sorvetes. “Mas isso aqui era um freezer, não vendia nada”, lembra ele.  Em 1967, por acaso, acabou entrando no campus do Setor de Ciências Agrárias e viu boas possibilidades de vendas. Foi ficando e ganhou o apelido e a simpatia da comunidade. Algum tempo depois, trocou os sorvetes pelo carrinho ambulante que ganhou de um grupo de alunos de Agronomia. “Era pra ser pipoca, mas eu vi que com doces venderia mais”, explica.

Aos 90 anos, ele diz que vai continuar trabalhando enquanto tiver saúde. Baiano tem cinco filhos, sendo quatro vivos, e cinco netos.

Comunidade reunida para a comemoração dos 90 anos de Baiano

Sugestões

Informativo UFPR (Destaques da semana de 07/08 a 11/08/2023) 
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA    🧠🔭 Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para...
Setor Palotina: Posse da nova direção
No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com...
Doutoranda que criou programas para incentivar a adoção de cães é homenageada na Câmara de Curitiba 
Na manhã desta terça-feira (8), Lu Baldan, médica veterinária e doutoranda em Ciências Veterinárias na...
UFPR lamenta falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda Santos
A Universidade Federal do Paraná comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda...