logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Dissertação aponta papel da UFPR na construção de políticas públicas de ciclomobilidade no Paraná

Um projeto de extensão criado na UFPR está na origem do Programa Paranaense de Mobilidade Não Motorizada por Bicicleta, o CicloParaná, que reuniu várias entidades para elaborar uma política estadual de incentivo ao uso da bibicleta. Esse é o tema da dissertação defendida na semana passada pelo coordenador do projeto Ciclovida, da UFPR, José Carlos Assunção Belotto, no Programa de Mestrado em Desenvolvimento Territorial Sustentável da UFPR Litoral.

Intitulada  “Ciclomobilidade: Um estudo de caso sobre a participação da UFPR na implantação do Cicloparaná – Programa Paranaense de Mobilidade Não Motorizada por Bicicleta”,  a dissertação mostra como as ações do Ciclovida desembocaram no decreto que criou o Ciclo Paraná, em 2015, o qual legalizou a obrigatoriedade da presença de ciclovias em rodovias e em planos diretores de municípios com mais de 20 mil habitantes no Paraná. “Aos poucos, as questões da bicicleta que já tinham espaço de debate na UFPR tomaram o âmbito estadual”, afirma Belotto. “Sem a participação da sociedade civil, com o suporte da UFPR, dificilmente haveria esse cenário”, completa.

A banca examinadora teve participação do professor Paulo Ricardo Opuska, do Setor de Ciências Jurídicas, e atualmente chefe de gabinete da Reitoria, e da professora e  vice-reitora Graciela Ines Bolzon de Muniz.

O projeto de extensão Ciclovida surgiu  em 2003 por intermédio do Programa Institucional de Qualidade de Vida da UFPR, e tem como principal objetivo irradiar a cultura do uso da bicicleta a partir da comunidade acadêmica. “Logo o projeto se uniu a outros grupos cicloativistas, como o movimento Bicicletada e, a partir daí, começaram ações pela mobilidade sustentável como símbolo da transformação urbana”, aponta Belotto.

 

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...