logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Curso técnico em Agente Comunitário de Saúde inclui grupos sociais diversos e ensina cidadania

“Fomentar, construir e disseminar o conhecimento, contribuindo para a formação do cidadão e o desenvolvimento humano sustentável”. Esta é a missão da UFPR e é resgatada aqui para falar não de um dos cursos de ensino superior, mas de ensino pós-médio: o curso técnico em Agente Comunitário de Saúde, ofertado pelo Setor de Educação Profissional e Tecnológica da Universidade (Sept).

Dione Menz, coordenadora de Políticas de Educação Profissional (Copep), afirma que o curso pode ser definido como “quando o aluno traz a mãe para a universidade”. Ela explica: ao ficarem sabendo sobre a oferta deste curso, os estudantes veem a possibilidade de seus pais voltarem a estudar e muitos acabam por convencê-los de que a UFPR também é lugar para eles. Assim, uma geração madura, muitos que não viam um banco escolar há pelo menos 30 anos, convive hoje no Sept com alunos com idade para ser seus filhos e netos.

Visita dos agentes a carrinheiros. Imagem: Arquivo pessoal
Visita dos agentes de saúde a carrinheiros de Curitiba. Foto: Arquivo pessoal

O curso é ofertado desde 2011 e qualifica estudantes para a área de recursos humanos do Sistema Único de Saúde, na perspectiva do trabalho interdisciplinar, intersetorial e humanizado. Eles atuam como promotores da saúde, na prevenção de doenças e práticas educativas de atenção primária. Ou seja, eles aprendem desde temas como o processo saúde-doença, ética e legislação profissional, vigilância à saúde da mulher, da criança, do idoso, até políticas públicas relacionadas ao meio ambiente e à saúde ambiental.

De acordo com a coordenadora do curso, Izabel Ferreira, é possível afirmar que o SUS conta hoje com alguns agentes comunitários de saúde muito qualificados (para ser um agente não é necessária a formação técnica, basta o Ensino Fundamental completo para concorrer às vagas nos concursos das prefeituras), porque essas pessoas se formaram na UFPR.

O projeto pedagógico do curso inclui três módulos que abrangem políticas públicas ligadas à saúde, de assistência à saúde e saúde ambiental. A ideia é capacitar o futuro técnico à atuação que ele enfrenta efetivamente no dia a dia, na interface que ele representa entre a Unidade de Saúde de que faz parte e a comunidade que atende. Izabel e Dione comentam que muitos discentes chegam na universidade com uma visão limitada de mundo, chegam descrentes e desinformados e, dois anos depois, tornam-se cidadãos mais completos. “O que o curso faz é o que pode se chamar de inclusão”, conclui Izabel.

(Com informações da Prograd)

Sugestões

Post de Evento
Vai ser publicado um Edital sobre ……
Pré-Vestibular Comunitário da UFPR está com vagas remanescentes abertas
O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná...
Provar 2024: UFPR tem 804 vagas abertas em cursos de graduação, inscrições até 11/08
Esta é a última semana para inscrição de interessados em uma das 804 vagas em cursos de graduação oferecidas...
Mestrado acadêmico em Enfermagem recebe inscrições
O Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Paraná oferece 24 vagas para o curso...