logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Comitê inicia discussão de novo sistema de governança de bolsas na UFPR

O presidente do comitê, professor Egon Wildauer, apresenta a minuta do Plano de Governança de Bolsas e Auxílios. Foto: Samira Chami Neves / Sucom-UFPR

O Comitê de Governança de Bolsas e Auxílios da UFPR reuniu-se nesta terça-feira (21) para discutir a minuta do plano que será implantado na universidade com o objetivo de aperfeiçoar os processos de inclusão, gestão e pagamento de bolsas e auxílios. O plano prevê uma série de medidas que, em última análise, vão reduzir ao mínimo possível a intervenção humana nesses processos, tornando-os mais confiáveis e transparentes.

Esta é a segunda reunião do Comitê, criado pelo reitor Ricardo Marcelo Fonseca por meio da portaria número 88, de 1 de fevereiro.  O grupo é presidido pelo professor Egon Wildauer, que responde pela área de governança da tecnologia da informação da UFPR, e dele também fazem parte o diretor do Centro de Computação Eletrônica da instituição, Valmir Antunes Pereira, o responsável pela área de TI da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, José Henrique Ferreira Pinto, as servidoras Fabiana Nakatani e Mileny Laskavski, representando as pró-reitorias de Gradução e de Extensão e Cultura.

Wildauer explica que a implantação do Plano de Governança de Bolsas da UFPR seguirá  o modelo de excelência do Programa GESPÚBLICA, do Ministério do Planejamento. “Esse modelo induzirá a uma mudança cultural na maneira de operar os processos institucionais na universidade”, afirma.

Além do diagnóstico e mapeamento completo de bolsas e auxílios na UFPR, o plano incluirá a descrição do fluxo de informações e documentos e definirá atores, público-alvo, responsabilidades e indicadores para monitoramento de resultados. “Será um plano colaborativo, envolvendo todas as unidades da UFPR. A ideia é sistematizar todas as ações com o mínimo de intervenção humana, de forma a restringir acessos, proteger dados e informações e dar transparência à aplicação de recursos financeiros”, afirma Wildauer.

A primeira versão do plano terá vigência de dois anos, até 2019. A partir daí, ele deverá ser revisado rotineiramente.

 

Sugestões

Informativo UFPR (Destaques da semana de 07/08 a 11/08/2023) 
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA    🧠🔭 Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para...
Setor Palotina: Posse da nova direção
No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com...
Doutoranda que criou programas para incentivar a adoção de cães é homenageada na Câmara de Curitiba 
Na manhã desta terça-feira (8), Lu Baldan, médica veterinária e doutoranda em Ciências Veterinárias na...
UFPR lamenta falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda Santos
A Universidade Federal do Paraná comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda...