CNPq e agência chilena abrem inscrições para pesquisa sobre o envelhecimento da população

18 agosto, 2016
12:10
Por Gustavo Santos
0
Ciência e Tecnologia
turma da Universidade da Terceira Idade da UFPR. Foto: karina Sabbag

Turma da Universidade Aberta da Maturidade da UFPR. Foto: Samira Chami Neves

O CNPq em parceria com a Comissión Nacional de Investigación Científica y Tecnológica do Chile (CONICYT) do Chile aceita até o dia 26 de setembro, propostas de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, sobre o envelhecimento da população. A meta é formular políticas públicas voltadas para os idosos. De acordo com a Organização Mundial das Nações Unidas, a América Latina e o Caribe, tem atualmente 11,5% da população com mais de 60 anos e para 2050 esse número deve aumentar para 200 milhões de pessoas, 26% dos habitantes.

A pesquisa será desenvolvida entre CNPq e CONICYT, através de um acordo assinado em dezembro de 2015. Tem como referência a perspectiva demográfica semelhante dos dois países para 2050 e a decorrente urgência da adoção de políticas públicas compatíveis com esse cenário. Cada uma das instituições receberá o equivalente a 300 mil dólares para o desenvolvimento dos estudos.
De acordo com o CNPq, o apoio propiciado pela parceria das duas agências de fomento, destina-se exclusivamente a projetos binacionais de pesquisa científica, tecnológica e de invocação, buscando dar maior mobilidade aos pesquisadores envolvidos e ainda promover a formação de recursos humanos.

Idosos no Festival de Inverno de Antonina., em 2015. Foto: marcos Solivan

Idosos no Festival de Inverno de Antonina, em 2015. Foto: Acervo ACS

Os pesquisadores interessados em participar do projeto devem enviar as propostas para o CNPq, exclusivamente pela Internet, utilizando o formulário de propostas online disponível na Plataforma Carlos Chagas.

QUALIDADE DE VIDA: para proporcionar a melhoria da qualidade de vida dos idosos será necessário conhecer as dificuldades e as necessidades das pessoas com mais de 60 anos tanto no Brasil como no Chile. Só depois será possível formular políticas públicas voltadas para esse segmento. Os estudos, além de proporcionarem bem estar aos idosos, vão contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico dos dois países e fortalecer vínculos entre os pesquisadores.

Mais informações sobre o edital: Clique aqui

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]