Autoridades participam da abertura do Seminário de Avaliação do Programa de Incentivo à Qualificação

09 setembro, 2014
13:51
Por
0
UFPR

A abertura do evento aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 9

Na manhã desta terça-feira, dia 9 de setembro, o Setor de Ciência Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Paraná recebeu a abertura do I Seminário de Avaliação do Programa de Incentivo à Qualificação (PIQ). O evento, que deve durar o dia todo, traz a apresentação dos trabalhos realizados, desde 2010, no Mestrado Profissional em Enfermagem, e, a partir de 2012, por meio do PIQ.

Com o objetivo de incentivar a especialização dos enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem do quadro da UFPR, com graduação na área, há três anos começavam as aulas da primeira turma do Mestrado Profissional em Enfermagem da Universidade. Além desta iniciativa, também foi criado o PIQ, que permite que servidores técnico-administrativos recebam apoio financeiro para participar de cursos de pós-graduação stricto sensu em outras instituições de ensino.

Na abertura oficial, estiveram presentes o reitor e o vice-reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho e Rogério Andrade Mulinari, o pró-reitor de Gestão de Pessoas, Adriano Ribeiro, e a coordenadora de Iniciação Científica e Integração Acadêmica, Mariluci Alves Maftum, representando o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Edilson Sergio Silveira. Mariluci destacou a importância destes programas. “A graduação apresenta determinada área para o aluno, mas a especialização profissioanal e pessoal precisa ser constante”, afirma Mariluci, que é professora do departamento de Enfermagem.

O seminário se estende por todo o dia

Já Ribeiro, fez questão de participar também como beneficiário do Programa, apresentando seu trabalho de mestrado no evento. “É importante mostrar que o servidor também pode  produzir pesquisas acadêmicas”, diz, acrescentando que uma das vantagens das especializações é o aumento salarial que vem com tais títulos. “A pós-graduação não forma necessariamente melhores profissionais, mas sim, melhores pessoas, com um melhor senso crítico”, ponderou Mulinari, que fez parte da equipe que implantou o PIQ na instituição.

O vice-reitor ressaltou que o seminário é uma ferramenta não apenas de prestação de contas do investimento do dinheiro público à comunidade, como de melhora no próprio programa de especialização. De acordo com Akel Sobrinho, o orçamento atual já tem se mostrado limitado, exigindo critérios de seleção mais rígidos. “Nós vamos buscar mais recursos, pois este é um investimento que volta em forma de qualidade de atendimento”, garante. “Estamos formando um banco de talentos e transformando a vida das pessoas.”

Com uma programação intensa, a apresentação dos trabalhos vai até o final desta terça-feira, no auditório do Setor de Ciência Sociais Aplicadas.

 Por Jéssica Maes

 

 

 

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]