logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

UFPR vence duas premiações por pesquisas avícolas

Equipe de alunos avaliando instalações de frangos de corte

O Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Paraná foi destaque na 28ª Edição do Prêmio José Maria Lamas da Silva (LAMAS), que visa estimular a pesquisa avícola, organizado pela Fundação APinco de Ciência e Tecnologias Avícolas. Dois artigos produzidos no Laboratório de Inovações Tecnológicas em Zootecnia da UFPR, coordenados pelo professor Marcos Martinez do Vale, foram premiados em 2021. O concurso é anual,  nas áreas de Nutrição, Sanidade, Produção e Outras Áreas de avicultura. Este ano foram selecionados 80 trabalhos para concorrer ao prêmio.

Os trabalhos premiados foram dois resumos enviados para a Conferência FACTA WPSA-Brasil 2021, evento da Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas, associada da World’s Poultry Science Association (WPSA). Esse é o principal evento técnico científico do Brasil e América Latina no setor.

Alunos da UFPR receberam os prêmios com os trabalhos “Mineração de dados aplicada a dados produtivos de matrizes pesadas”, no segmento Produção; e “Modelo Fuzzy de Classificação da Vunerabilidade de Aviários de frangos de Corte ao Calor”,  no segmento Outras Áreas de Avicultura.

Segundo o professor Marcos Martinez do Vale, do curso de Zootecnia da UFPR, os estudos premiados são voltados à Zootecnia de Precisão, área emergente do setor. As premiações contemplaram dois trabalhos que usam como metodologia modalidades de inteligência artificial.

Sobre os trabalhos

O Estudo com modelagem Fuzzy é o desenvolvimento de um sistema de classificação da vulnerabilidade da produção de frangos de corte aos extremos de calor. A modelagem é classificada como um sistema de suporte à decisão e atende aos esforços de reduzir a susceptibilidade da pecuária Brasileira ao aquecimento global. O estudo também atende a esforços em reduzir o estresse das aves devido ao calor pela possibilidade de identificação e mitigação pontual das condições desfavoráveis ao bem estar do frango. Os autores são Marcos Martinez do Vale (Autor orientador), Karoline T. Sousa (Aluna de Pós Graduação em Zootecnia- UFPR) , Milena Coutinho Franco (Aluna de Graduação em Zootecnia- UFPR), Janaína de Paula Oliveira  (zootecnista e aluna de Graduação em Veterinária- UFPR), Maurício Portela dos Santos (Aluno de Pós Graduação em Zootecnia- UFSM), Matheus Deniz (Aluno de Pós Graduação em Zootecnia- UFPR). O trabalho tem financiamento do CNPq.

O outro estudo premiado trabalhou com mineração de dados que é a aplicação de algoritmo de descoberta de padrões úteis e importantes em bancos de dados. Este estudo utilizou dados de indústria avícola classificando resultados zootécnicos de diferentes sistemas tecnológicos de produção de matrizes de frangos de corte. A técnica também é uma ferramenta de zootecnia de precisão e permite reduzir perdas produtivas e identificar oportunidades no sistema de produção. É de autoria de Georgia C. de Almeida (MBA em Agronegócios); Joice Meri Slongo e Marcos Martinez do Vale (orientador).

O Prêmio Lamas objetiva – bem mais que a premiação, propriamente dita – a divulgação dos resultados do intenso trabalho de pesquisa e de experimentação desenvolvido em Universidades e Centros de Pesquisa de todo o País com o fim de responder a questões (levantadas pelo próprio setor produtivo) nas diversas áreas especializadas na produção e processamento de produtos avícolas.