logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

UFPR realiza testes para Covid-19 em colaboradores terceirizados

Um grupo de pesquisadores do Setor de Ciências Biológicas (SCB) da UFPR iniciou nesta quinta-feira, dia 1º, um projeto de pesquisa que envolve o teste em pessoas assintomáticas para a Covid-19. A iniciativa é dos laboratórios de Imunogenética e Histocompatibilidade (Ligh) e de Citogenética Humana e Oncogenética (LabCho). 

Neste primeiro momento, o público alvo será os cerca de 300 colaboradores terceirizados que atuam nos campi Botânico e Centro Politécnico. Até o final da manhã desta quinta-feira quase cem voluntários já tinham participado da pesquisa.  

As coletas seguem até as 20h na entrada do Setor de Ciências Biológicas. Na sexta-feira, dia 2, a ação continua das 8 às 20h. Para realizar o teste, é necessário fornecer nome completo, CPF e um contato (telefone e/ou email) para o envio do laudo. A participação é voluntária e gratuita. 

O exame realizado é do tipo RTPCR, que detecta o material genético do vírus. O procedimento envolve a coleta de saliva (veja vídeo)Para fazer o exame, os participantes não devem consumir alimentos ou bebidas 30 minutos antes da coleta.  

O resultado sai em 48 horas e a equipe fornecerá laudo a todos os participantes. Assim, será possível identificar se há colaboradores sem sintomas, mas com a doença e propiciar o isolamento, como medida para evitar a contaminação de outras pessoas. 

Além de diagnosticar a Covid-19 nos dois campi, o material coletado fará parte de um projeto de pesquisa que visa reduzir os custos de ensaios de RT-PCRHaverá duas análises em paralelo: uma com as amostras individuais e outra em grupos de sete. O material genético das amostras agrupadas é extraído e analisado em conjunto. Se o vírus não for detectado, não haverá a necessidade de testes individuais. 

Em grupos assintomáticos, a tendência dos resultados serem negativos é maior e essa pode ser uma estratégia para redução de custosA coordenadora do projeto, professora Daniela Fiori Gradia, explica que, nestes casos, somente uma análise é necessária, em vez de se fazer sete individuais. Uma placa de PCR analisa 90 pacientes por vez. Já o material agrupado permite a análise de mais de 600 amostras simultaneamente.

Os pesquisadores adaptarão o método à realidade dos laboratórios da UFPR para verificar a sua eficácia e adotar um protocolo padrão para os testes nesses ambientes. 

A coleta obdedece às regras de proteção e distanciamento. Foto – Daniela Gradia

 

Desde o mês de julho, um grupo de laboratórios do SCB realiza testes de Covid-19 com trabalhadores da saúde sintomáticos, pessoas que tiveram contato com pacientes positivos, pacientes para cirurgia eletiva e pessoas em vulnerabilidade, como moradores de rua, e a população da Penitenciária Feminina de Piraquara. 

Isso é possível devido à autorização de funcionamento emitida pelo Laboratório Central do Estado (Lacen) e à parceria do Setor com o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), bem como pelo apoio do Ministério da Educação (MEC) e da FINEP. Até o momento, somente no SCB já foram realizados mais de 1200 testes. 

Por João Cubas

Saiba tudo sobre as ações da UFPR relacionadas ao coronavírus

Sugestões

Informativo UFPR (Destaques da semana de 07/08 a 11/08/2023) 
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA    🧠🔭 Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para...
Setor Palotina: Posse da nova direção
No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com...
Doutoranda que criou programas para incentivar a adoção de cães é homenageada na Câmara de Curitiba 
Na manhã desta terça-feira (8), Lu Baldan, médica veterinária e doutoranda em Ciências Veterinárias na...
UFPR lamenta falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda Santos
A Universidade Federal do Paraná comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda...