logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

UFPR divulga obras de referência para o Vestibular 2022/2023

Com algumas alterações em relação ao vestibular anterior, a UFPR divulgou nesta sexta-feira (8/4) a relação das obras de referência para as provas de Literatura Brasileira, Sociologia e Filosofia do Processo Seletivo 2022/2023, além das obras para a prova de habilidades específicas do curso de Música (veja a lista completa ao final deste texto ou aqui).

Literatura brasileira

Os novos livros da lista são Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus, e O livro das semelhanças, de Ana Martins Marques. O primeiro, uma obra em prosa, de uma autora do século XX. O segundo, um livro de poesias de uma autora contemporânea.

As escolhas introduzem mudanças em termos de gênero literário, linguagem, representatividade e atualidade. Elas refletem algumas das expectativas da Universidade com relação ao ensino de literatura e à leitura dos estudantes: que leiam obras canônicas e marginais, de gêneros literários e tempos variados, e que o façam com criticidade e contextualização.

Sociologia

Das quatro obras escolhidas para servirem de base para as questões de Sociologia, duas já estavam na lista do vestibular anterior e duas são novas (Sociologia para o Ensino Médio, de Nelson Tomazi, e Sociologia, de Sílvia Araújo e Maria Aparecida Bridi).

Os livros selecionados são próximos da realidade dos jovens do Ensino Médio e possibilitam uma ampliação da base conceitual para procedimentos analíticos e interpretativos sobre a atualidade. Nesse sentido, a diversidade de fontes bibliográficas possibilita um maior acesso aos estudantes e educadores para consultas e estudos, mantém o foco na construção da vida em sociedade, na forma em que os indivíduos estabelecem relações sociais, constroem suas respectivas identidades e percepções de mundo.

O objetivo é colaborar no desafio de compreender a complexidade da modernidade, do capitalismo, das transformações e dos novos códigos culturais de um mundo que vive as ambiguidades e as contradições entre a busca por justiça social e a convivência com diferentes formas de desigualdades.

Filosofia

A relação de obras de Filosofia é quase inteiramente nova em relação à dos vestibulares anteriores. A única obra que permanece é Discursos sobre a primeira década de Tito Livio, de Nicolau Maquiavel. Entre as obras incluídas está a de uma autora brasileira: é O que é lugar de fala?, da filósofa, acadêmica e ativista Djamila Ribeiro.

Os textos que servirão de base para as questões de Filosofia foram escolhidos por apresentarem uma reflexão relativamente autônoma (isto é, na qual é possível adentrar mesmo sem conhecimento da obra do seu autor) sobre um determinado conceito ou problema filosófico, estando relacionados à teoria do conhecimento, à política, à ética e à estética. Mais do que saber o que um filósofo disse ou deixou de dizer, a proposta é a de levar o candidato a refletir sobre problemas de ordem conceitual e avaliar sua capacidade de pensar o pensamento, ou seja, de adotar uma postura filosófica.

Duas fases

Além das alterações na relação de obras de referência, outra novidade para o próximo vestibular será o retorno ao modelo de provas em duas fases. A mudança foi anunciada nesta semana pelo reitor Ricardo Marcelo Fonseca. Segundo ele, a decisão busca valorizar as habilidades de leitura e escrita, tanto nas provas específicas quanto na de redação.

O calendário do vestibular também volta aos moldes anteriores à pandemia. A primeira e a segunda fase serão realizadas entre outubro e dezembro, em datas a serem definidas.

 

Confira a relação completa de obras de referência para o Processo Seletivo 2022/2023 da UFPR:

LITERATURA (poderá ser utilizada qualquer versão integral das obras, independentemente da editora)

  1. Casa de Pensão – Aluísio de Azevedo
  2. Morte e Vida Severina – João Cabral de Melo Neto
  3. Nove Noites – Bernardo Carvalho
  4. O livro das semelhanças – Ana Martins Marques
  5. O Uraguai – Basílio da Gama
  6. Quarto de Despejo – Carolina Maria de Jesus
  7. Sagarana – Guimarães Rosa
  8. Últimos Cantos – Gonçalves Dias

 

FILOSOFIA

  1. BERKELEY, G. Três diálogos entre Hylas e Philonous. Organizador: Eduardo Salles O. Barra. Tradução: Luciano Ezequiel Kaminski, Andrea Cachel e Ariosvaldo Kiister Siqueira. Curitiba: UFPR. SCHLA, 2012.
  2. ESPINOSA. B. Ética, livro I, apêndice. Tradução e notas: Joaquim de Carvalho, Coleção Os Pensadores, São Paulo: Abril Cultural, 1973. pp. 116-123.
  3. MAQUIAVEL. Discursos sabre a Primeira década de Tito Livio. Seleção de textos, tradução e notas: Carlo Gabriel Kzsarn Pancera. In: MARÇAL, J. (org.) Antologia de textos filosóficos, SEED, 2009.
  4. MERLEAU-PONTY, M. A dúvida de Cézanne. Tradução: Nelson Alfredo Aguilar. Coleção Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1975. pp. 303-316.
  5. RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala? Capítulos “O que é lugar de fala?” e “Todo mundo tem lugar de fala”. São Paulo: Editora Jandaira, 2020. pp. 54-90

 

SOCIOLOGIA

  1. ARAÚJO, Sílvia Maria de; BRIDI, Maria Aparecida; MOTIM, Benilde Lenzi. Sociologia. 2ª edição. São Paulo: Scipione, 2016.
  2. O’DONNEL, Juia et al. Tempos modernos, tempos de Sociologia. Rio de Janeiro: Editora do Brasil, 2018.
  3. . . .SILVA, Afrânio et al. (orgs.). Sociologia em movimento. São Paulo: Moderna, 2016.
  4. TOMAZI, Nelson Dácio. Sociologia para o Ensino Médio. 2ª edição. Sao Paulo: Saraiva, 2010.

 

MÚSICA (não sofreu alteração em relação ao vestibular anterior)

  1. BENNETT, Roy. Forma e estrutura na música. Rio de Janeiro: Zahar, 1986. ISBN: 8571104263.
  2. BENNETT, Roy. Uma breve história da música. Rio de Janeiro: Zahar, 1986. ISBN: 8571103658.
  3. EDLUND, Lars. Modus Vetus. Nova Iorque: Chester Music, 1994. ISBN: 78-0846441571.
  4. KIEFER, Bruno. História da Música Brasileira. Porto Alegre: Movimento, 1997. ISBN: 978-8571951693.
  5. LEMOINE, Enrique e CARULLI, G. Solfeo de los solfeos. Volumen 1A. Editapsol.
  6. MED, Bohumil. Teoria da Música. Brasília: Musimed, 1996. ISBN: 8570920393.
  7. POZZOLI, Heitor. Guia teórico-prático para o ensino do ditado musical. Partes I e II. São Paulo: Ricordi do Brasil. ISBN: 8599477218.
  8. SEVERIANO, Jairo. Uma história da música popular brasileira: das origens à modernidade. São Paulo: Editora 34, 2013. ISBN: 978-8573-2639-61.
  9. TINHORÃO, José Ramos. História social da música popular brasileira. São Paulo: Editora 34, 2010. ISBN: 978-85-7326- 094-6.
  10. TINHORÃO, José Ramos. Pequena história da música popular. São Paulo: Arte Editora, 1991. ISBN: 85-7161-018-5.
  11. WISNIK, José Miguel. O som e o sentido. São Paulo: Companhia das Letras. ISBN: 85-7164-042-4.

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...