logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Turistas acompanham a soltura de tartaruga de espécie em extinção que foi tratada no Centro de Estudos do Mar

 

Foto: Paula Nassar

Os veranistas que passam férias no balneário de Pontal do Sul (Pontal do Paraná) puderam participar, na terça-feira (24), do projeto de educação ambiental coordenado pelos pesquisadores do Laboratório de Ecologia e Conservação, do Centro de Estudos do Mar da UFPR. Em uma tenda montada na praia, foram explicadas as atividades que estão sendo realizadas sobre o monitoramento das praias e parte das pesquisas em andamento. O objetivo foi atrair principalmente as crianças, para que possam crescer com uma consciência dos cuidados necessários em relação ao meio ambiente, segundo a coordenadora do Laboratório, Camila Domit.

O que mais chamou a atenção foi a soltura no mar de uma tartaruga verde da espécie Chelonia mydas que foi resgatada pelos bombeiros em 16 de janeiro, na Praia Brava de Matinhos. O animal tinha um anzol preso na boca e foi medicado pelos pesquisadores no Centro de Estabilização de Fauna Marinha, no CEM. Perto de 100 pessoas acompanharam o momento em que a tartaruga foi devolvida ao mar. Segundo a pesquisadora Camila Domit, o retorno desse animal representa o cumprimento dos deveres da sociedade  para com o meio ambiente. “Penso que temos duas responsabilidades: uma com a espécie por estar ameaçada de extinção e outra por que este animal foi impactado de forma negativa por uma atividade executada pelo homem. Se nós causamos o mal ao animal, é nossa responsabilidade como sociedade, também atendê-lo e dar condições para que seja devolvido ao seu ambiente natural. Nossa responsabilidade é tentar corrigir o mal”.

Foto: PMP/BS

O projeto de monitoramento de praias (PMP/BS) é uma parceria entre o Centro de Estudos do Mar da UFPR com a Univale – Universidade do Vale do Itajaí (SC). Há um telefone para que as pessoas possam comunicar o aparecimento de animais e aves encontradas na areia. Através do 0800-6423341 é possível solicitar o resgate e as equipes do laboratório irão providenciar o atendimento.

O objetivo é  avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo por parte da Petrobrás no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos. Assim é realizado o monitoramento das praias e realizado o atendimento veterinário aos animais vivos debilitados e coleta dos mortos.

 

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...