SBPC: Ministra da ciência assina acordos para incentivar projetos de inovação

27 julho, 2023
16:36
Por Bruna Soares
0
Carrossel

Em visita Durante a ExpoT&C, mostra científica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), na 75ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na Universidade Federal do Paraná (UFPR), a ministra Luciana Santos, o presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Celso Pansera e o diretor da Cresol, Pablo Guancino, assinaram nesta quarta-feira (26), contratos para a concessão de R$ 1,14 bilhão em financiamentos reembolsáveis parceiros regionais. Os beneficiados foram o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE ) e a Cresol. 

Foto: Marcos Solivan

“Esse pequeno ato é pra simbolizar que de fato a Finep está trabalhando ao lado da ciência, junto com a ciência e valorizando esse encontro mais tradicional da ciência brasileira, que é a reunião anual da SBPC”, pontua o presidente da Finep, Celso Pansera. Celso ainda conclui dizendo que a Finep gerou, desde 2010, 10 mil empregos para doutores, Pós-Doutorado, mestrando, graduados e graduandos”. 

O diretor da Cresol, Pablo Guancino comentou que a Cresol é um dos parceiros mais jovem da Finep e o sistema mais jovem de cooperativismo de crédito do Brasil. “Estamos evoluindo muito bem. Há seis anos a Cresol é o sistema que mais cresce em volume de recursos no Brasil e em parcerias. Estamos em 19 estados e somos mais de 800 agências”, pontuou Pablo. 

A vice-reitora da UFPR, Graciela Bolzon de Muniz, estava presente na ocasião e enfatizou o acolhimento por parte da universidade com todos durante o evento da SBPC. A vice-reitora ainda mencionou a importância do incentivo à criança desde pequena sobre ciência e tecnologia e que eles são o futuro do Brasil. 

No ato, a ministra destaca que a disponibilização de crédito para pequeno e médio empreendedor é uma determinação do presidente Lula. “Temos que chegar a todos os recursos deste país e fazer com que o pequeno e médio pratiquem inovação. Não é apenas a geração de riquezas e de emprego, mas é inovação na veia do pequeno e médio produtor do nosso país”, exemplificou a ministra. 

Ainda em visita a ExpoT&C, Luciana participou do lançamento do edital para o Programa Futuras Cientistas com o Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene).

Giovanna Machado, atualmente é Diretora do Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste, apresentou o Programa Futuras Meninas Cientistas, pontuando que existe há 10 anos, com o objetivo de aproximar meninas e professoras de escolas públicas das áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Giovanna também mencionou os planos de trabalhos para 2024. “São mais de 64 instituições de ensino, unidades de pesquisa e empresas, que estão abrindo as suas portas no mês de janeiro  para receber essas meninas durante 30 dias”. 

As inscrições vão até 4 de setembro com 470 vagas para todas as meninas de escola pública do 2º ano do ensino médio e professoras. Mais informações, acessar o site.

A agenda da ministra na tarde desta quarta-feira (26) na ExpoT&C não para por aqui. Ela ainda teve um momento com o Pró-Reitor de planejamento, orçamento e finanças da UFPR, Fernando Marinho Mezzadri. A conversa se fundamentou no projeto do Instituto de Pesquisa e Inteligência Esportiva desenvolvido por Mezzadri. “Ele tem como objetivo central fazer todo o mapeamento e avaliação, e criar indicadores na área do esporte. Nós temos inúmeros projetos que desenvolvemos dentro do Instituto sobre o observatório de políticas públicas”. O professor acrescenta que a proposta apresentada ao MCTI é para que haja um auxílio com a finalidade de continuar esse projeto, que é uma rede nacional, e que  impactando o país inteiro entre os estados e municípios, denominado GEEM – Gestão do Esporte nos Estados e Municípios. 

Ricardo Leyser, ex-ministro do esporte no Brasil, também embasa a importância de investimentos para o esporte no país. “Tá sendo construída uma ponte do instituto com o MCTI a pedido do Ministério do Esporte para o sistema de Ciência e Tecnologia financiar este observatório e com isso auxiliar o ministério do esporte e os demais gestores estaduais, municipais, na retomada das políticas públicas de esporte que ficaram interrompidas por este período”. O principal foco é a retomada do financiamento do Instituto, acelerando a produção desse conhecimento de forma a subsidiar as políticas públicas do esporte. 

Vale ressaltar que na quarta-feira (26) pela manhã foi aprovado uma linha de pesquisa em observatório de políticas públicas dentro do Conselho Diretor do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) voltada para o esporte – comenta Mezzadri.

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]