logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Representante da ACNUR no Brasil participa de lançamento de livro sobre refugiados na UFPR

Lançamento do Livro "Refúgio e Hospitalidade" - foto: Samira Chami Neves
Lançamento do Livro “Refúgio e Hospitalidade” – foto: Samira Chami Neves

O salão nobre da Faculdade de Direito da UFPR recebeu nesta sexta-feira (20/05) o lançamento do livro Refúgio e Hospitalidade . O livro é organizado pelo Professor José Antonio Peres Gediel e pelo Oficial de Proteção do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) no Brasil, Gabriel Gualano de Godoy, ex-aluno da Faculdade de Direito da UFPR.

Além dos organizadores da obra, a mesa de apresentação do livro contou com o vice-reitor Rogério Mulinari e os convidados especiais Agni Castro Pita, representante da ACNUR no Brasil, e Cristiane Sbalqueiro Lopes, do Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT/PR). Também estiveram presentes lideranças e ativistas de organizações ligadas ao tema e de movimentos sociais.

Presença ilustre

O evento contou com a presença de imigrantes e refugiados que buscam retomar suas vidas em Curitiba e em outras cidades do Paraná. São pessoas que devido a conflitos, situação de grave desrespeito aos direitos humanos ou condições sócio-econômicas adversas procuram uma oportunidade fora de seus países.

Agni Castro Pita, falou da importância de trabalhos como a publicação deste livro. e de projetos de apoio aos refugiados, como as ações implementadas pela UFPR. E apresentou a grave situção dessas pessoas, resultado de conflitos, perseguições, violência e violação de direitos humanos. “São 60 milhões de refugiados, dentre eles mulheres, crianças, idosos e jovens que viram sua vida truncada, onde não há futuro, onde o futuro é uma muralha (…) até onde podemos chegar na busca de espaços de liberdade para que eles possam reconstruir a vida”.

O representante da ACNUR ainda explicou que há muitos refugiados que estão fora destes números e que a maior parte deles não estão longe de seus países de origem. “O número mais importante de refugiados se encontra nos países vizinhos ou deslocados dentro de seus próprios países, se encontram na África e no Oriente Médio, em números muito maiores do que na Europa”. Segundo Pita, cerca de 4 milhões de sírios tiveram de deixar suas casas mas continuam no país e um número parecido se deslocou para a Turquia, Jordânia e Libano – países vizinhos à Síria. Também falou do caso da República Centro Africana em que 25% da população teve de se deslocar de seus locais de origem.

Cristiane Sbalqueiro Lopes destacou o papel da universidade no apoio aos refugiados, falando de seu caráter desafiador. Explicou que a luta por vagas e pelas revalidações de títulos de refugiados e imigrantes ganha um contorno de enfrentamento ao sistema: “pois o senso comum não tolera a ascenção social do imigrante, pelo menos na sua primeira geração, e aqui nós estamos tratando de fazer isso. Então eu gostaria de fazer um testemunho de todos os projetos da Universidade Federal do Paraná e lembrar que além desse empoderamento, ele acolhe, ele dá a mão para o imigrante, por isso essa questão da hospitalidade.”

A representante do MPT/PR concluiu: “Aqui nós temos um exemplo concreto do conhecimento sendo colocado em prática e transferido para as pessoas que realmente precisam. Do que adianta ser universidade se com o nosso conhecimento adquirido não possamos transformar a sociedade. O projeto capitaneado pelo professor Gediel é um exemplo de transformação social é um exemplo de que a universidade serve também para mudar nosso país”.

O evento contou com uma apresentação do cantor Pierre, membro da Associação dos Haitianos no Brasil, o artista, radicado em Curitiba, animou o lançamento do livro.

por Rodrigo Choinski

Sugestões

Capitães da areia é a obra do mês de agosto do Clube do Livro
A segunda temporada do Clube do Livro, promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SiBi) da Universidade...
Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para alunos da UFPR
O projeto de extensão “Ciência para Todos” está com inscrições abertas para o processo seletivo e trainee....
Projeto da UFPR oferece treinamento gratuito de futebol para meninas
Com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento integral de meninas entre 10 e 14 anos através da prática...
Inscrições para cursos extensivos do Celin para novos alunos iniciam em 7 de agosto
As inscrições para os cursos extensivos ofertados pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin)...