logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Projeto da UFPR e Seju conquista o 1º lugar do Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos

Premiação em Brasília
Premiação em Brasília

O projeto Unindo Talentos, desenvolvido em parceria entre a UFPR e a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná (Seju), conquistou em Brasília, o 1º lugar do Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos. Com o título “UFPR Unindo talentos no sistema penal do Paraná à luz da Educação em Direitos Humanos e Cultura da Paz”, o programa consiste numa série de atividades envolvendo educadores, agentes penitenciários e encarcerados, além de lideranças sociais e profissionais de outras áreas, em ações voltadas a desenvolver no ambiente penitenciário uma nova cultura. A entrega dos prêmios foi no dia 17 de dezembro.

O que chamou a atenção dos organizadores do prêmio foram as estratégias de planejamento e desenvolvimento do projeto, implementando ações educativas em direitos humanos direcionadas preferencialmente à população carcerária do Paraná, mas chegando também às escolas, conselhos tutelares, crianças e adolescentes infratores.

Para a orientadora do projeto, professora Sonia Maria Chaves Haracemiv, do Departamento de Teoria e Prática da Educação da UFPR, está havendo uma mudança de postura, de visão de muitos agentes penitenciários no desempenho de sua própria função. “Há um resgate da relação humanitária harmoniosa, de ver o outro com outros olhos. O ouvir o preso é fundamental nessa proposta do projeto. Estamos dando voz a eles e ajudando a desenvolver uma cultura de paz no sistema penitenciário, por meio de uma série de ações, mas especialmente pela troca de experiência de vertentes como educação, segurança, saúde”, garante ela.

A secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, Maria Tereza Uille Gomes, destaca a importância da participação da UFPR em parcerias como esta. “Com esse projeto estamos disponibilizando cursos e materiais para os apenados. Estamos diminuindo a ociosidade e oferecendo educação e contribuindo para a redução da pena através do trabalho e do estudo”, destacou.

Para o vice-reitor da UFPR, Rogério Mulinari, a educação para promover a paz é a única maneira de se ter uma sociedade fraterna, saudável. Para ele, “as universidades são tão importantes quanto as parcerias que elas têm com a sociedade, pois é uma ocasião para comemorar a educação como direito e dever”.

AÇÕES DO PROJETO

Como parte do projeto Unindo Talentos, a UFPR e a Seju, por meio da Escola de Educação em Direitos Humanos, promoveu de julho a dezembro de 2012 o curso de Educação em Direitos Humanos na modalidade semipresencial, utilizando a tecnologia de educação a distância via internet, para mais de 300 pessoas. Foram beneficiados agentes penitenciários, assistentes sociais, psicólogos, advogados e outros profissionais do Sistema Penal do Paraná, e de outras esferas do governo, como as Secretarias de Estado da Educação e da Família e Desenvolvimento Social.

Uma das principais estratégias do projeto foi a criação de Comitês de Educação em Direitos Humanos em sete regiões do estado: Curitiba, Cascavel, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina, Maringá e Ponta Grossa. Integrados por servidores do sistema penitenciário, representantes de vários outros órgãos de governo e de entidades da sociedade civil organizada, os comitês fazem o planejamento e buscam formas de implementar ações locais. Foi também como parte do projeto Unindo Talentos que se realizou o 1º Seminário Estadual de Educação em Direitos Humanos, de 10 a 12 de dezembro deste ano.

Promovido pela Organização dos Estados Ibero-americanos e pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Educação e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, além de outras entidades como a Fundação SM, o prêmio teve mais de 200 inscritos para quatro categorias: 1ª Escolas Públicas (municipais e estaduais); 2ª Secretaria de Educação (municipais e estaduais), 3ª A formação, a pesquisa e a extensão universitária em Educação em Direitos Humanos e 4ª Atividades não formais. O projeto Unindo Talentos foi o vencedor da 3ª categoria.

Fonte: SEJU/ACS

Premiação em Brasília
Premiação em Brasília

Sugestões

Capitães da areia é a obra do mês de agosto do Clube do Livro
A segunda temporada do Clube do Livro, promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SiBi) da Universidade...
Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para alunos da UFPR
O projeto de extensão “Ciência para Todos” está com inscrições abertas para o processo seletivo e trainee....
Projeto da UFPR oferece treinamento gratuito de futebol para meninas
Com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento integral de meninas entre 10 e 14 anos através da prática...
Inscrições para cursos extensivos do Celin para novos alunos iniciam em 7 de agosto
As inscrições para os cursos extensivos ofertados pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin)...