logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Diretores da Biológicas são reconduzidos aos cargos por mais quatro anos

Fachada do Setor de Ciências Biológicas. Foto: arquivo
“O Congresso Brasileiro contribuiria muito para o desenvolvimento do País se tratasse a Ciência como uma área de soberania nacional, com o mesmo marco legal a que estão submetidas instituições de defesa nacional”. A proposta foi defendida pelo docente Luiz Cláudio Fernandes, reconduzido ao cargo de diretor do Setor de Ciências Biológicas da UFPR, juntamente com seu vice-diretor, professor Fernando Marinho Mezzadri.

A solenidade de posse, realizada na manhã desta terça-feira (25), no Centro Politécnico, foi presidida pelo reitor no Exercício da Reitoria, Rogério Andrade Mulinari. A cerimônia reuniu docentes, alunos e técnicos administrativos da Biológicas, além de dirigentes dos Setores de Ciências da Terra, Tecnologia, Exatas, Saúde, da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, e de diversas outras unidades da UFPR, entre elas, do Centro de Computação Eletrônica.

Vocação para Ciência

Os professores Luiz Cláudio e Mezzadri, que conduzirão o Setor até 2018, destacaram a vocação da Biológicas para a Ciência, tanto que mantém 11 programas de pós-graduação. Dois Programas -Entomologia; e Bioquímica e Biologia Molecular -“estão entre os sete da UFPR com nota 6 na avaliação da Capes e os demais caminham nesta direção”.

O Setor também responde, ressaltaram eles, por 30% da pesquisa desenvolvida na Universidade. A meta nesse novo mandato é “não apenas manter o nível de qualidade das investigações, mas também, promover a internacionalização da Biológicas e, consequentemente, da UFPR”.

Sistema Burocrático

O diretor Luiz Cláudio destacou a dificuldade para se “fazer ciência” num país em que os recursos financeiros “estão atrelados a um sistema burocrático, com leis que letargiam os processos licitatórios e engessam a autonomia universitária”. Segundo o dirigente, o Paraná ocupa o 3º lugar no ranking nacional (perde apenas para São Paulo e Rio de Janeiro) em investimentos (183 milhões de reais) em ciência e tecnologia.

Diretores da Biológicas são reconduzidos aos cargos.Foto: Marcos Solivan.

Esta posição, no entanto, “não significa grandes avanços já que grande parte desses recursos é destinada a pagamento de salários de professores, ou seja, recursos humanos, sobrando muito pouco para a pesquisa propriamente dita. Necessitamos de profundas modificações, de ferramentas legais e adequadas para administrar e desenvolver Ciência”, desabafa Luiz Cláudio.

Graduação

Na graduação, as propostas para esse novo mandato também são muitas, entre elas, está a transferência do Departamento de Educação Física para o Centro Politécnico. A ideia é que o curso ocupe o mesmo espaço geográfico que os demais mantidos pelo Setor, ou seja, os de Ciências Biológicas; Biomedicina; e Fisioterapia.

Para atender as demandas desses cursos, em especial o de Fisioterapia que pela primeira vez é ofertado pelo Setor, estão programados novos anexos que permitirão ampliação do número de salas de aula, de laboratórios e banheiros, além de reformas elétrica e hidráulica.
Alunos e técnicos administrativos

Os dirigentes assumiram junto aos alunos do Setor o compromisso de apoiá-los na participação em eventos científicos e estudantis; consolidar a política esportiva adotada no Centro de Educação Física e Desportos (CED); garantir estrutura para realização das ações dos Museus do Setor; reivindicar junto ao CCE mais espaço na rede WIFI do Setor, para melhoria das condições de estudo.

Na área de recursos humanos, propuserem ampliar ações junto à Progepe com o objetivo de conquistar vagas de técnicos de nível superior para atuação no Setor; manter servidor técnico administrativo em todas as unidades administrativas; incentivar a capacitação constante do pessoal docente e administrativo; e incentivar as práticas de ginástica laboral para fins de melhor rendimento e relaxamento no ambiente de trabalho.

Processo Eleitoral

O processo eleitoral para a direção do Setor de Ciências Biológicas foi realizado em outu-bro de 2013. Os docentes Luiz Cláudio e Fernando Mezzadri, que integravam a chapa 1, receberam 257 votos, o equivalente a 53,49% do universo de votantes. Deste total, 105 foram da categoria docente, 43 dos técnicos administrativos e 109 dos alunos. A segunda chapa que concorreu à eleição era formada pelos docentes Ciro Ribeiro e Édison Prisco Faria.

A posse, no entanto, somente agora se concretiza devido a um recurso protocolado junto ao Coplad – Conselho de Planejamento e Administração da UFPR, onde são feitas con-testações acerca do pleito eleitoral. Apesar do recurso, de autoria do professor Sérgio Luiz Carlos dos Santos ainda tramitar no Coplad, o reitor no Exercício da Reitoria, Rogério Andrade Mulinari, reconduziu os eleitos ao cargo porque o processo não tem valor suspensivo, ou seja, não impede que os docentes assumam os cargos para os quais foram eleitos.

Da esquerda para a direita: professores Mezzadri, Mulinari, e Luiz Cláudio.

O relator do processo número 055356/2013-35, no Coplad, é o professor Ricardo Marcelo Fonseca, do Setor de Ciências Jurídicas.

Celsina Favorito

Sugestões

Post de Evento
Vai ser publicado um Edital sobre ……
Pré-Vestibular Comunitário da UFPR está com vagas remanescentes abertas
O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná...
Provar 2024: UFPR tem 804 vagas abertas em cursos de graduação, inscrições até 11/08
Esta é a última semana para inscrição de interessados em uma das 804 vagas em cursos de graduação oferecidas...
Mestrado acadêmico em Enfermagem recebe inscrições
O Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Paraná oferece 24 vagas para o curso...