logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Professor do Setor de Ciências Agrárias da UFPR organiza simpósio internacional na Amazônia

Infecções do gado por helmintos continua a ser um grande problema em todo o mundo para a saúde animal devido ao seu impacto econômico, as perdas de produção e redução do bem-estar animal. Elas também representam um grande problema para a saúde humana. Entre os dias 5 e 10 de agosto, a 8ª Conferência de Métodos Inovadores para o Controle de Helmintos em Animais de Produção (8th Novel Approaches to the Control of Helminth Parasite of Livestock) discute o tema, buscando estimular conexões entre cientistas e especialistas dos serviços de extensão de países desenvolvidos, emergentes e países em desenvolvimento.

O professor Marcelo Beltrão Molento, do Departamento de Medicina Veterinária da UFPR, é o presidente da Comissão Organizadora do evento, que acontece em Belém, Pará, em paralelo ao XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária. “Os convidados irão abordar temas como o uso de novas moléculas, vacinas, bactérias e fungos no controle parasitário, assim como novas estratégias de manejo animal para concretizar um modelo de criação sustentável e mais resiliente”, afirma Molento. “São esperados mais de 200 participantes entre estudantes de Medicina Veterinária e Zootecnia, pós-graduandos e pesquisadores de todo país”.

O tema desta edição é “Pesquisa, serviços de extensão e agricultura: a construção do diálogo” e a agenda inclui oradores convidados, mesas-redondas, sessões orais e de pôsteres, contando com palestrantes do México, Argentina, Estados Unidos, Alemanha, França, Cuba e Austrália, e de diversas instituições brasileiras.

“Vamos mostrar vários trabalhos do Laboratório de Doenças Parasitárias na área de fitoterapia para combater larvas de moscas e vermes, assim como o desenvolvimento de ferramentas de genômica para identificar marcadores que indiquem animais mais tolerantes aos parasitos”, conta o professor.

O programa inclui uma viagem técnica de campo a Ilha de Marajó, a maior ilha fluvial do mundo, localizada na foz do rio Amazonas. A viagem de campo é uma tradição da conferência e promove uma experiência cultural e científica.

Mais informações estão disponíveis no site do evento, clicando aqui.

 

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...