logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Pós-doutoranda em Estudos Literários da UFPR participa de conferência nos Estados Unidos

stanford-university
Universidade de Stanford, na Califórnia. Imagem: WikiMedia Commons

Entre os dias 13 e 15 de outubro, Greicy Pinto Bellin, doutora e pós-doutoranda em Estudos Literários do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPR, participou da conferência da American Portuguese Studies Association (APSA), na Universidade de Stanford, Califórnia. A APSA reúne pesquisadores das áreas de Línguística e Literatura de diversas partes do mundo, que enviaram trabalhos para os 70 painéis aprovados na conferência bianual.

Bellin apresentou dois trabalhos sobre Machado de Assis, objeto de sua tese de doutorado e também tema de sua atual pesquisa de pós-doutorado. A pesquisadora considerou o evento uma oportunidade ímpar de desenvolvimento acadêmico. “[Isso se deve] não apenas aos trabalhos apresentados, que foram debatidos por especialistas na área, mas por ter entrado em contato com autoridades renomadas da área de Letras e Humanas, entre elas Hans Ulrich Gumbrecht, professor catedrático de Stanford”.

A conferência também foi uma oportunidade para a divulgação de “Miss Dollar: Stories by Machado de Assis”,  coletânea com dez contos de Machado traduzidos para o inglês pela pós-doutoranda em parceria com Ana Lessa-Schmidt. Lançado em junho passado nos Estados Unidos e Europa pela editora norte-americana New London Librarium, o projeto teve o financiamento do Ministério da Cultura e da Fundação Biblioteca Nacional, que busca inserir a literatura brasileira em contextos internacionais apoiando a tradução de obras diversos escritores nacionais, de Moacyr Scliar e Daniel Galera.

“Machado foi, ao lado de Guimarães Rosa e Clarice Lispector, um dos escritores mais analisados e debatidos na conferência, evidenciando a enorme penetração da literatura brasileira nos Estados Unidos”, conta Bellin, acrescentando que a coletânea foi muito bem recebida. Para ela, o sucesso dos autores nacionais fora do país é fruto da ação consistente de brasileiros ministrando aulas nos departamentos de espanhol e português nas universidades americanas e da disseminação de livros traduzidos, que facilitam o acesso dos leitores estrangeiros.

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...