logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Políticas Sociais: campanha combate o machismo na UFPR

Nesta terça-feira (02/08) a Coordenadoria de Políticas Sociais (CPS), da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec) da UFPR, lançou a campanha “O machismo nosso de cada dia”. O objetivo da campanha é sensibilizar a comunidade acadêmica para que combata atitudes cotidianas que desvalorizem ou agridam as mulheres.

Campanha
Campanha “O machismo nosso de cada dia”

A primeira ação da iniciativa foi o envio de um memorando com informações sobre o tema para diretores de setor, chefes de departamentos, órgãos e unidades administrativas, além de coordenadores de cursos e programas e projetos de extensão.

A ideia é que haja multiplicação dos debates em cada local da universidade. A campanha terá a cada quinze dias uma nova fase, em que novos temas relacionados vão ser debatidos. Além disso, os responsáveis farão visitas aos campi para dar mais visibilidade à iniciativa. A primeira acontece nesta quinta-feira (04/08) no Setor de Ciências Jurídicas, às 10h00.

A campanha acontece em parceria com o projeto de extensão do Setor de Ciências Jurídicas “Mulheres pelas mullheres” e surgiu da necessidade de conscientizar a comunidade acadêmica sobre atos de violência e machismo que nem sempre são percebidos como tais pelos seus agentes.

Leandro Gorsdorf, Coordenador de Políticas Sociais, explica que este é um primeiro passo para construir outro tipo de cultura no enfrentamento às desigualdades e a discriminação com relação às mulheres na UFPR:

“Primeiro passo porque a gente verifica que o machismo está tão inserido nas práticas cotidianas, dentro de sala de aula, nos corredores e nos espaços acadêmicos da nossa universidade que às vezes nós nem nos damos conta de quando está sendo machista. Então essa é uma primeira ideia para colocar em pauta a questão do machismo para nossa comunidade acadêmica”

A ideia da campanha surgiu no Fórum de Enfrentamento às Violências, que além da CPS, recebe coletivos feministas, LGBTs e ligados à questão racial para debater estratégias de combate ao preconceito e à violência.

Gorsdorf conta que a expectativa é que a campanha gere uma sensibilização na universidade e que cada local possa organizar reuniões, debates e seminários em relação ao tema. O coordenador espera também que com a iniciativa surjam novas ideias que se integrem à campanha. Sugestões podem ser enviadas para o e-mail: omachismonossodecadadia@ufpr.br

machismo02

Confira o memorando enviado pela campanha

Memorando Circular nº. 01/2016 – PROEC/GAB

Prezados(as) Srs(as) Diante do quadro de violência e machismo contra as mulheres (numa perspectiva interseccional e cisgênera) que permanece presente em nossa sociedade e mais especificamente em nossa Universidade, consideramos a necessidade de enfrentamento e ampliação dos debates sobre o tema nos vários ambientes acadêmicos.

Assim foi idealizada a Campanha “O Machismo nosso de cada dia”, que será promovida pela Coordenação de Políticas Sociais da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UFPR juntamente com o projeto de extensão “Mulheres ´pelas Mulheres” do Setor de Ciências Jurídicas. Ressaltamos que esta ação se insere na mesma lógica adotada por diversas Universidades Estaduais/ Federais como USP, UNB, UFGRS, entre outras.

A campanha será realizada por meio das redes sociais e nas páginas oficiais da UFPR e da PROEC. A cada 15 dias, a partir de 04 de agosto, será publicada uma chamada para um assunto especifico sobre questões relacionadas às mulheres (discentes, docentes e técnicas administrativas) na UFPR. Cada chamada será publicada com um link que disponibilizará material de apoio para aprofundamento do tema para leitura ou discussão.

Com o objetivo de criar uma cultura de garantia de direitos das mulheres dentro da UFPR e de fortalecimento delas nos espaços acadêmicos, esta campanha se desenvolverá até o final do ano, quando realizaremos um seminário para discussão da experiência e dos seus resultados.

Estas chamadas, além de estarem nas redes, serão direcionadas a todos os responsáveis por unidades acadêmicas, administrativas ou projetos e programas, para que posteriormente nos ajudem a divulga-las e encaminhá-las aos docentes, técnicos administrativos e técnicas administrativas de sua unidade.

Como atividade complementar, sugerimos a realização de reuniões, debates e rodas de conversa para abordar as temáticas apresentadas. Já nos colocamos a disposição para contribuir caso seja de seu interesse realizar alguma atividade em sua unidade ou projeto e programa.

A cada nova etapa da campanha, realizaremos visitas aos Campi que manifestarem interesse em discutir conosco estas temáticas.

Para uma primeira análise do contorno dos tipos de violência contra as mulheres nas Universidades, engendradas pelo machismo, colocamos a sua disposição material sobre pesquisa realizada pelo Instituto Avon e Data Popular: download aqui

A ideia é que a campanha seja realizada conjuntamente com vocês, por isso abrimos o e-mail: omachismonossodecadadia@ufpr.br para sugestões das próximas chamadas, com situações, frases, materiais, entre outras.

Diante do exposto, contamos com seu apoio e nos colocamos à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Deise Cristina de Lima Picanço – Pró-Reitora de Extensão e Cultura
Leandro Franklin Gorsdorf – Coordenador de Políticas Sociais
Priscilla Placha Sá – Coordenadora do Projeto “Mulheres pelas mulheres”

***

Página da campanha no site da PROEC

http://www.proec.ufpr.br/links/politicas_sociais/machismo.html

Contato

omachismonossodecadadia@ufpr.br

Sugestões

Capitães da areia é a obra do mês de agosto do Clube do Livro
A segunda temporada do Clube do Livro, promovida pelo Sistema de Bibliotecas (SiBi) da Universidade...
Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para alunos da UFPR
O projeto de extensão “Ciência para Todos” está com inscrições abertas para o processo seletivo e trainee....
Projeto da UFPR oferece treinamento gratuito de futebol para meninas
Com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento integral de meninas entre 10 e 14 anos através da prática...
Inscrições para cursos extensivos do Celin para novos alunos iniciam em 7 de agosto
As inscrições para os cursos extensivos ofertados pelo Centro de Línguas e Interculturalidade (Celin)...