logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Parceria e ações no Hospital de Clínicas vão reduzir número de leitos desativados

reitor, vice-reitor e o diretor do HC durante a entrevista. Foto: Rodrigo Juste Duarte

Um redimensionamento da força de trabalho e parcerias com a Secretaria de Saúde de Curitiba permitirão, já no início de novembro, que 116 dos 210 leitos do Hospital de Clínicas desativados agora em outubro, voltem a receber pacientes. A afirmação foi feita pelo reitor Zaki Akel Sobrinho, durante entrevista coletiva concedida na tarde de hoje (15), no Hospital de Clínicas.

De acordo com o dirigente, apesar de 94 leitos ainda permanecerem suspensos, devido à impossibilidade de abertura de concurso público ou contratação de funcionários e, ainda, à medida do Ministério Público do Trabalho, que determinou a eliminação do excesso de horas extras, “nenhum leito da urgência e emergência será fechado e nem qualquer setor do HC será desativado”.

O diretor geral do HC, Flávio Tomasich, comentou que para conseguir a redução no número de leitos desativados – de 210 para 94 – serão feitas junções de unidades e, assim, otimizar o número de colaboradores; estão previstas horas extras mas que não excedam o estipulado na lei; as escalas de plantões serão alteradas, observando o intervalo mínimo de 12 horas, entre outras medidas.

O Termo de Ajuste de Conduta proposto pela UFPR e aceito pela Justiça do Trabalho, concede prazo até novembro de 2014 para que a determinação – eliminação do excesso de horas extras – seja cumprida. Neste período, pretendemos reativar os 94 leitos que a partir de novembro continuarão suspensos e, assim, manter atendimento de qualidade à população em geral, ressaltou Flávio Tomasich. Atualmente, explica o diretor, o Hospital possui 2100 servidores (1200 contratados pelo Regime Único de Saúde e 900 via Funpar). Para o funcionamento pleno do HC “necessitaríamos de mais 400 profissionais”.

UPA no HC

Entre as medidas adotadas pela Reitoria da UFPR na administração do HC, explica o médico e vice-reitor, Rogério Andrade Mulinari, está uma parceria com a Secretaria de Saúde de Curitiba. A medida permitirá que servidores da Instituição, lotados em unidades de saúde do município atuem na UPA – Unidade de Pronto Atendimento da Secretaria, que passará a funcionar no Hospital de Clínicas, na estrutura física do pronto atendimento, que permanecerá inalterada.

A dimensão da parceria (atribuições e responsabilidade que caberá a cada órgão), explica Mulinari, vem sendo discutida com o secretário de Saúde e professor da UFPR, Adriano Massuda, e sua equipe. Com a instalação desta UPA no HC, ressalta o vice-reitor, todos ganham: a população que terá acesso a uma UPA no centro da cidade, e os residentes, que atuarão dentro da estrutura física do Hospital e não mais em unidades localizadas nos bairros Fazendinha e Boa Vista, por exemplo.

Celsina Favorito

Sugestões

Informativo UFPR (Destaques da semana de 07/08 a 11/08/2023) 
DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA    🧠🔭 Projeto de extensão Ciência para Todos está com inscrições abertas para...
Setor Palotina: Posse da nova direção
No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com...
Doutoranda que criou programas para incentivar a adoção de cães é homenageada na Câmara de Curitiba 
Na manhã desta terça-feira (8), Lu Baldan, médica veterinária e doutoranda em Ciências Veterinárias na...
UFPR lamenta falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda Santos
A Universidade Federal do Paraná comunica, com pesar, o falecimento do professor aposentado Mauro Lacerda...