Mais um dia de atividades movimenta o 32º Seurs

11 setembro, 2014
15:19
Por prograd
0
Extensão e Cultura

Representantes da Unioeste - Foto: Marcos Solivan

Representantes da Unioeste - Foto: Marcos Solivan

Muitas atividades marcaram a manhã desta quinta-feira (11), segundo dia do ”32º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul” (Seurs). No centro de Eventos da Fiep os estandes das várias universidades participantes expõem suas produções e atendem os interessados. No estande da Unioeste, a chefe da Divisão de Assuntos Comunitários da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da entidade, Erosania Lisbôa explicou que foram trazidos para o evento 16 trabalhos expostos em Comunicação Oral como os projetos “Apoio Jurídico e Educativo para mulheres em Francisco Beltrão”; “Violência contra a Mulher”; “Jogos Didáticos Adaptados: Uma porta aberta para a inclusão” e outros. Além destes, mais três oficinas; um minicurso e a atividade cultural. Da Unioeste vieram para Curitiba 54 pessoas, entre alunos, professores e técnicos administrativos.

Interesse – “O evento está muito interessante, principalmente porque oferece uma noção do que significa a extensão àqueles que não têm muito contato com o segmento”, destacou o aluno de Ciência da Computação da Unioeste Charles Giovane de Salles. Com ele, estava o colega Fernando Fernandes dos Santos, parceiro na construção do projeto “Ensinando Programação para Alunos do Ensino Médio”, trabalho que integrou as apresentações orais.

Ações – Um total de 46 pessoas compõe a comitiva do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). A coordenadora de extensão do instituto Ana Paula Lemke ressaltou a contribuição da entidade no seminário com 13 apresentações orais; três oficinas e o minicurso. No estande, a demonstração de três ações extencionistas. Uma delas contemplando a área da Saúde com o projeto “Feliz em Movimento”: profissionais realizam aferições da Pressão Arterial, Colesterol e Triglicerídios.

Projeto do Napne do IFRS - Foto: Marcos Solivan

Projeto do Napne do IFRS - Foto: Marcos Solivan

Napne – Contando com a apreciação de muitos interessados o projeto “Ceramicando” trouxe para o evento vários acessórios de artesanato. A terceira ação é baseada no Programa de Ações Afirmativas do Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Especiais (Napne). Direcionado às pessoas com deficiência, “a intenção é quebrar as barreiras atitudinais oferecendo ao público em geral a compreensão das dificuldades enfrentadas por essas pessoas. Nesse caso, a ideia é colocar a pessoa no lugar do deficiente, utilizando vendas para os olhos, por exemplo”, considerou a professora de Letras e membro do Napne do IFRS Paula Leão. O seminário prossegue até esta sexta-feira (12) e a programação pode ser conferida no site www.proec.ufpr.br/seurs/links/programacao_geral.html.

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]