logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Livro ensina como multiplicar a araucária

 

Livro mostra opções de multiplicação de aracuária (foto Samira C. Neves)

Um manual sobre como multiplicar a araucária. Assim é o livro  “Araucária – Particularidades, propagação e manejo de plantios”, lançado recentemente pela Embrapa com apoio do CNPq. A obra tem como editores técnicos o professor da UFPR Flávio Zanette e o pesquisador Ivar Wendling, além de mais oito autores. A araucária tem grande importância social, econômica, ambiental e cultural para as regiões Sul e Sudeste do Brasil. Devido à exploração desenfreada e falta de incentivos ao plantio e manejo, encontra-se na lista oficial de espécies brasileiras ameaçadas de extinção.

O professor Zanette é conhecido como um dos maiores especialistas em araucária no País. Segundo ele, o livro traz o resultado de seus 32 anos de pesquisa sobre o tema. “Acredito que com essa obra retribuí todo o apoio que obtive na minha carreira na UFPR, transmitindo o conhecimento obtido para a sociedade”, diz ele.

Capa do livro impresso. Obra é gratuita para download pela Internet.

Bastante detalhada, a obra aborda diversos aspectos sobre a árvore. O primeiro capítulo tem como tema “Particularidade e biologia reprodutiva da Araucaria angustifólia”. Nos capítulos seguintes estão os processos passo a passo para a produção de mudas de araucária por semente, por estaquia, por miniestaquia e por enxertia. O último capítulo tem uma ousadia: um estudo sobre o manejo de plantio de araucária para a produção madeireira. “Apesar da legislação atual não favorecer essa exploração, nessa proposta há orientações para investidores, na esperança de que haja alguma mudança nas leis”, explica Zanette.

O professor é um crítico da legislação atual, que ele considera “um crime ambiental inconsciente”. “Os legisladores, mal assessorados, estabelecem leis sem conhecer aspectos técnicos da araucária. Com isso, a lei ajuda a extinguir a árvore, no momento em que tira o interesse econômico da planta, com a proibição do corte”, observa. “O resultado é que as pessoas não querem plantar e os exemplares que existem vão acabar morrendo sem se reproduzir”, completa.

A obra “Araucária – Particularidades, propagação e manejo de plantios” é voltada a técnicos, extensionistas, produtores rurais e estudantes que trabalham com a árvore-símbolo do Paraná.  Exemplares impressos foram distribuídos para instituições de pesquisa e ensino, órgãos governamentais e agências de desenvolvimento. O livro também está disponível para download gratuito no link: https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1070994/araucaria-particularidades-propagacao-e-manejo-de-plantios.

 

 

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...