Grupo com representantes da UFPR e de escolas vai avaliar impacto do Novo Ensino Médio no vestibular

10 março, 2023
17:08
Por Patrícia Custódio Cooper
0
Ensino e Educação

A UFPR, por meio da Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional (Prograd), vai formar um grupo de trabalho para avaliar a necessidade de ajustes futuros nas provas do vestibular em decorrência das mudanças recentes na organização curricular do ensino médio. A medida foi definida durante reunião com representantes da Secretaria de Estado da Educação (Seed), do Conselho Estadual de Educação, do Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe/PR) e de grupos privados de educação, na última quarta-feira (8).

Estabelecido pela Lei nº 13.415/2017, o chamado Novo Ensino Médio entrou em vigor em 2022. Portanto, a primeira geração de estudantes formada nessa nova configuração prestará vestibular em 2024, para ingresso nas instituições de ensino superior em 2025.

O Novo Ensino Médio ampliou o tempo de permanência dos estudantes na escola e estabeleceu uma organização curricular flexível, com até 1.800 horas/ano de formação geral básica (comum a todos os alunos) e o restante do tempo destinado a itinerários formativos. Cada rede de ensino pode definir livremente os itinerários formativos que irá ofertar para escolha dos alunos.

Com isso, surgiu entre as escolas a preocupação sobre como preparar os alunos para processos seletivos e, entre as universidades, o questionamento sobre como avaliar estudantes com formações diferentes entre si. Esse segundo aspecto será o foco do grupo de trabalho, que terá representantes da Prograd, do Núcleo de Concursos da UFPR (NC/UFPR), da Seed, do Sinepe/PR e do Conselho Estadual de Educação.

Durante a reunião, realizada na sede do NC/UFPR, houve consenso em torno da ideia de que não haverá qualquer mudança no Vestibular 2023/2024 (que acontecerá em duas fases, com provas em outubro e dezembro deste ano) e, possivelmente, nem no vestibular seguinte.

“Qualquer mudança precisa ser exaustivamente analisada e implementada de forma gradual”, disse o pró-reitor de Graduação e Educação Profissional da UFPR, professor Júlio Gomes. A professora Maria Tereza Carneiro Soares, coordenadora de Políticas de ensino na Graduação, sugeriu que as escolas apresentem um levantamento dos itinerários formativos ofertados nas diferentes redes e instituições, para subsidiar as discussões no grupo de trabalho.

Entre as possibilidades sugeridas durante a reunião está a de que se aguarde o lançamento das matrizes curriculares do novo Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que eventualmente poderão balizar a elaboração das provas de processos seletivos para ingresso em universidades, conforme lembrou a coordenadora de Ensino Médio da Seed, professora Vanessa Ruthes.

Para o diretor de Legislação e Normas do Sinepe/PR, Nilson Pegorini, o resultado da reunião foi muito positivo: “Fico feliz por sairmos daqui com uma proposta concreta de trabalho conjunto”. A previsão é que os representantes de cada instituição no grupo de trabalho sejam indicados até o fim de março, para início dos trabalhos em abril.

Durante a reunião, representantes das escolas também elogiaram a iniciativa da UFPR de antecipar, este ano, a divulgação da lista de obras de referência para o próximo vestibular. A lista já está disponível desde janeiro, assim como o programa oficial de provas, o que amplia o tempo de preparação dos estudantes.

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]