logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Setor Litoral coordena Fórum de Saúde Mental, realizado hoje (2), em Matinhos

Setor Litoral
Setor Litoral

Sensibilizar os integrantes da Rede  Intersetorial de Saúde Mental do Litoral do Paraná. Este é o objetivo do Fórum de Saúde Mental, organizado pela UFPR na quarta-feira (2). O evento, que  pretende reunir cerca de 400 participantes, no Sesc Caiobá, tem como  público-alvo profissionais da área, instituições de apoio e gestores públicos que atuam em áreas de apoio às pessoas em sofrimento psíquico e/ou com dependência química. O fórum, promovido em parceria com o Conselho de Saúde de Matinhos, Comitê Regional de Saúde Mental, Projeto REMA – Rede Social de Prevenção à Dependência Química, recebe inscrições gratuitamente no site www.litoral.ufpr.br/forumsaudemental.

Com a nova Política de Saúde Mental preconizada pelo Ministério da Saúde a partir da Lei Federal nº 10.216, sancionada em 2001, a assistência em saúde mental tem um novo direcionamento nos serviços com foco principal na base comunitária e familiar em substituição aos internamentos em Hospitais Psiquiátricos por longo período. Diante deste avanço, busca-se humanizar os atendimentos às pessoas em sofrimento psíquico, e concomitantemente, organizar uma rede intersetorial de serviços que proporcione um atendimento organizado, articulado, humanizado e promotor da saúde mental.

Neste contexto, várias organizações do litoral do Paraná iniciaram um movimento para estruturar, organizar e formar a Rede de Atenção em Saúde Mental. O Estado do Paraná fez, entre 2005 e 2010, um grande esforço para impulsionar a criação de serviços de atenção psicossocial no estado, buscando desenvolver uma rede que possa promover a saúde da população paranaense. Em 2005, estava abaixo da média nacional, conseguindo em 2010 superar este índice mais do que triplicando a presença destes centros.

Situação no litoral do Paraná

O CAPS I de Paranaguá foi instalado em 2007. Somente em 2011 foi inaugurado um novo Centro de Atenção Psicossocial I (CAPS I), agora no Município de Guaratuba. Em breve, está prevista a inauguração do CAPS I de Antonina; mas sabe-se que isto e só o início. O Comitê Intersetorial de saúde mental da 1ª Regional de Saúde busca promover este encontro de gestores para iniciar um diálogo entre e com as diversas instâncias que integram a Rede de Atenção Psicossocial em formação na região, como primeiro passo para que ela possa vir a existir de fato; cientes de que: sem a consciência da necessidade de formar uma rede Integrada para amenizar os problemas da saúde mental e dos agravos causados pelo uso do álcool e das drogas, não será possível diminuir seu impacto na sociedade e o custo social e econômico que o mesmo gera.

Aline Gonçalves, com informações dos organizadores do evento.

Sugestões

Post de Evento
Vai ser publicado um Edital sobre ……
Pré-Vestibular Comunitário da UFPR está com vagas remanescentes abertas
O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná...
Provar 2024: UFPR tem 804 vagas abertas em cursos de graduação, inscrições até 11/08
Esta é a última semana para inscrição de interessados em uma das 804 vagas em cursos de graduação oferecidas...
Mestrado acadêmico em Enfermagem recebe inscrições
O Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Paraná oferece 24 vagas para o curso...