Estudo de viabilidade da Hidrovia do Rio Paraguai é apresentado em lançamento de Câmara Temática em Mato Grosso

03 abril, 2017
09:43
Por
0
Ciência e Tecnologia

Pesquisadores do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) apresentaram os resultados do Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA) da Hidrovia do Rio Paraguai na instalação da Câmara Setorial Temática Hidrovia Paraguai-Paraná realizada em Cáceres, em Mato Grosso. A proposta foi lançada pela Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) para acompanhar, discutir e avaliar propostas relacionadas à utilização da Hidrovia Paraguai-Paraná.

O evento realizado nos 23 e 24 de março reuniu autoridades e especialistas brasileiros e da Bolívia, Uruguai, Paraguai e Argentina, países por onde passa a Hidrovia Paraguai – Paraná. O Canal de navegação tem início em Cáceres, e segue por 3.442 quilômetros até Nueva Palmira, no Uruguai, sendo que 1.270 km estão localizados em território brasileiro.

Estudo de viabilidade

O EVTEA foi desenvolvido pela UFPR/ITTI, mediante o Termo de Cooperação com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Os principais resultados dos estudos foram apresentados no evento pela engenheira ambiental Renata Correia, engenheira civil Flávia Aline Waydzik e pelo advogado Rui Alberto Zibetti.

O EVTEA contempla relatórios contendo as análises técnicas, econômicas e ambientais no que dizem respeito à operação, manutenção e melhorias para a Hidrovia, como por exemplo, estudos de dragagem, embarcações homologadas, condições de navegabilidade; movimentação de cargas, implantação de novos terminais hidroviários, caracterização ambiental e a identificação de possíveis impactos ambientais, bem como possíveis medidas compensatórias e mitigadoras.

O Estudo apontou que, na área técnica, o investimento estimado é de aproximadamente R$10 milhões/ano para a realização das dragagens de manutenção que asseguram a navegação. Além disso, foi proposta a implantação de um novo terminal hidroviário na localidade de Santo Antônio das Lendas, a fim de possibilitar o escoamento da produção local e impulsionar o desenvolvimento da Hidrovia”, explica Renata Correia.

Ainda como resultado do EVTEA, o diagnóstico ambiental demonstrou que os impactos ambientais positivos associados à operação e manutenção da Hidrovia se sobressaem aos impactos negativos. “Sendo assim, a Hidrovia apresenta viabilidade técnica, econômica e ambiental, desde que tomadas as medidas propostas pelo estudo nestas três esferas”, ressalta Flávia Aline Waydzik.

O Estudo foi elaborado por mais de 30 professores, dez pesquisadores e 20 alunos de graduação e pós-graduação de diversas áreas da UFPR/ITTI e gerou, além de metodologias inovadoras, uma série de informações que resultaram em dissertações, teses e artigos científicos apresentados em congressos e publicações em revistas especializadas e periódicas. Os primeiros levantamentos iniciaram em 2014 e resultaram no documento que está em fase de aprovação pelo DNIT.

Evento

Além do Estudo da UFPR/ITTI, o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil apresentou o Plano Hidroviário Estratégico da União que prevê investimentos na hidrovia Paraguai-Paraná. Os Sistemas de Transporte e Intermodalidade – Corredores de transportes em Mato Grosso, foram o assunto trazido pelo professor do Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Luiz Miguel de Miranda. Já o professor do Departamento de Geografia da Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), Evaldo Ferreira, apresentou análises estatísticas da região de Cáceres. Outra contribuição favorável à hidrovia foi dada pelo pesquisador do Instituto Histórico e Geográfico de Cáceres, Adilson Reis, quando apresentou a análise histórica do Rio Paraguai.

Por Assessoria de Comunicação Social do ITTI, com informações da ALMT

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]