Estudantes de todo o Brasil apresentam projetos na Mostra de Feira de Ciências da SBPC Jovem

24 julho, 2023
14:43
Por Juliana Marques
0
Carrossel

A 75° Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) teve início no último domingo (23). Nesta segunda-feira (24), diversas ações serão realizadas ao longo do dia no campus Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Um dos espaços do evento é o da SBPC Jovem, que busca trazer atividades que incentivem o contato de estudantes do ensino fundamental, médio e técnico com o conhecimento científico.

O evento associado à Reunião Anual da SBPC conta com diferentes espaços, como o Circo da Ciência, o de Robótica e Arena Gamer, o Ciência Móvel e a Mostra de Feira de Ciências. Para essa última, estudantes das cinco regiões do país vieram apresentar os seus trabalhos e projetos para os participantes do evento.

Maria Clara Silva Tinoco mora no interior do Maranhão e está representando o Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão. Em seu trabalho, a estudante procura mostrar um sistema de irrigação alternativa para produtores da agricultura familiar: “Os agricultores familiares representam a maioria das propriedades rurais do Brasil, porém, grande parte deles não tem condições para ter um sistema de irrigação do mesmo porte que os produtores maiores têm. Para essa disparidade não ser tão grande, surgimos com esse método de irrigação usando hastes flexíveis [cotonetes], uma mangueira, pregos finos e arame. Assim, os agricultores podem montar o dispositivo em suas casas para utilizar em períodos em que não há chuva”, explica.

Maria Clara na Mostra. Foto: Thiago Fedacz.

O estudante do terceiro ano do ensino médio, Daniel Kennedy Silva Freitas, de Campo Formoso, na Bahia, também percorreu um longo trajeto para chegar em Curitiba. O jovem veio para apresentar alguns projetos que ocorreram na escola em que estuda e desmistificar a crença de que a Terra é plana. É a primeira vez que o estudante viaja para realizar uma apresentação de divulgação científica. Ele conta que está animado para a SBPC: “Além de passar o meu conhecimento também quero adquirir um pouco. Para mim, é uma honra ter sido escolhido em meio a tantos alunos, junto com a minha colega, para estar representando a minha cidade, um lugar muito rico e muito lindo e que merece ser reconhecido em todo o país”, relata.

Daniel na Mostra. Foto: Thiago Fedacz.

Como prova de que a SBPC Jovem é para todas as idades, a Ayana Soares de Almeida, de oito anos, está presente para apresentar o seu livro “Tinha que ser o Enzo”, cujo tema principal é a prevenção de acidentes domésticos. A pequena cientista veio do Amapá e conta que, apesar da distância, a viagem não a cansou: “Não foi cansativo, foi bem legal, eu gostei. Eu tô gostando bastante [do evento]. Eu nunca achei que ia viajar para outro estado pra apresentar o meu projeto”, fala.

Os pais de Ayana acreditam que atividades como essa são capazes de estimular a filha para que se insira cada vez mais no universo científico: “A gente tem plena consciência de que esse é apenas o comecinho de toda uma vida científica que ela poderá estar tendo futuramente. Vindo para cá ela tem contato com outros trabalhos científicos, de outros estados, que podem dar aquele start para ela seguir naquilo que já faz ou seguir outro caminho”, diz Alcijone Rangel Lima Almeida, pai da pequena.

Ayana com a família na Mostra. Foto: Thiago Fedacz.

Entre ônibus, carros e aviões, ainda tiveram aqueles que “navegaram” em direção à divulgação científica. Esse é o caso das jovens amazonenses Clauane Lira e Daniele Cardoso, que viajaram 27 horas de barco até Manaus para seguirem para a capital paranaense. Ao todo, as duas estudantes viajaram 33 horas até chegar ao espaço da SBPC Jovem. Lira e Cardoso passaram dois anos pesquisando alternativas para as velas convencionais, que prejudicam o meio ambiente e são responsáveis por danos à saúde. Para isso, as jovens pesquisadoras desenvolveram uma alternativa a partir de laranjas, utilizando a casca, o miolo e um pouco do suco da fruta para garantir um odor natural. De acordo com elas, o objeto pode ficar aceso de três a quatro horas.

As duas estudantes também contaram um pouco sobre as expectativas para esta semana da SBPC Jovem: “Quero mostrar o nosso conteúdo, que a gente aprendeu, que a gente estudou. Quero contar que passamos dois anos construindo uma trajetória de estudo muito grande para chegar aqui e mostrar que as pessoas podem reutilizar as frutas cítricas e substituir as velas convencionais”, destaca Cardoso.

Amazonas na Mostra. Foto: Thiago Fedacz.

A mostra de feiras de ciência está acontecendo no primeiro andar do espaço da SBPC Jovem. As atividades funcionarão de 24 a 28, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h30. No dia 29 de julho acontecerá o Dia da Família na Ciência, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h.

Visitas na SBPC Jovem. Foto: Leonardo Betinelli.

Por Thiago Fedacz com revisão de Juliana Marques

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]