logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

Engenheira eletricista é a primeira pessoa com deficiência visual a defender mestrado na área no Brasil

20191417458_7d64662d41_z
Engenheira eletricista Géssica dos Santos Pereira recebeu elogios da banca após defesa de mestrado. Foto: Ana Assunção

Géssica dos Santos Pereira cursava a graduação em Engenharia Elétrica quando perdeu a visão. Mesmo com as dificuldades da deficiência visual, ela concluiu o curso na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), e agora terminou o mestrado em Engenharia Elétrica da UFPR. Ela é a primeira pessoa com deficiência visual a defender mestrado nessa área.

A defesa de mestrado de Géssica foi no dia 7 de agosto. A dissertação defendida tem como título “Alocação de bancos de capacitores e reguladores de tensão em redes elétricas inteligentes desbalanceadas”, e trata de formas de melhorar a qualidade da energia elétrica ofertada ao consumidor.

“Ter ficado cega foi inesperado. Foi no meio do curso, e eu decidi que o que eu queria fazer da vida era continuar estudando engenharia. Então eu tive que aprender a ser cega no meio do curso de engenharia e tive que aprimorar essas habilidades no mestrado”, conta Géssica.

A orientadora do metrado de Géssica foi a professora Thelma Fernandes. “Ela se virou sozinha. Realmente ela me deu menos trabalho do que muitos outros alunos”, disse a orientadora.

Durante seus estudos, Géssica contou com a colaboração de colegas, que gravavam a leitura de materiais, e também usou o seu computador, que possui um leitor de telas. Ela incentiva outros cegos a seguir carreira acadêmica, e também os professores: “é bom que os professores que vão receber outros cegos saibam, através do que aconteceu comigo, que não é um bicho de sete cabeças”.

Com informações da UFPR TV

Sugestões

Progepe lança atividade de saúde e longevidade para aposentados
Aposentadoria nunca foi sinônimo de inatividade. Pensando na qualidade de vida dos servidores aposentados,...
Ciência UFPR: Molécula-ímã tem potencial para revelar a bioquímica por trás de doenças
Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar...
“A SBPC é a marca de que o Brasil acredita e produz ciência da mais alta qualidade”, diz ministra do MCTI
Entre 23 e 29 de julho, aconteceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR) a 75ª Reunião Anual da Sociedade...
Série sobre a ciência produzida nas Universidades brasileiras estreia na TV Brasil
A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições...