logo_branca_ufpr

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ


UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ

UFPR confirma protagonismo nas disciplinas transversais com curso “Métodos Estatísticos em Pesquisa Científica”

A aula inaugural da disciplina Métodos Estatísticos em Pesquisa Científica, que está ofertando um total de 400 vagas a alunos da pós-graduação. Imagem: Leonardo Bettinelli.

A UFPR volta a ser protagonista entre as universidades federais, desta vez no campo da pós-graduação. A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) promoveu hoje, no Auditório do Setor de Ciências Sociais Aplicadas, no campus Botânico, a aula inaugural da disciplina transversal “Métodos Estatísticos em Pesquisa Científica” – a segunda ofertada pela UFPR. A primeira – Escrita Acadêmica em Inglês, foi lançada em agosto do ano passado e esgotou suas 500 inscrições em apenas três dias.

Projeto pioneiro no Brasil no formato adotado pela UFPR, que alia a amplitude do curso a tecnologias de ponta, as disciplinas transversais abordam temas comuns aos diferentes programas de pós-graduação e envolvem várias áreas do conhecimento científico, racionalizando os recursos da Universidade. O curso “Métodos Estatísticos em Pesquisa Científica” está ofertando 400 vagas – 200 na modalidade remota (ou seja, as aulas serão transmitidas ao vivo, via web, por meio de internet com alta qualidade) –  e prossegue até 11 de julho de 2018. Alunos de todos os setores da UFPR participam da disciplina.

A UFPR TV teve participação decisiva no processo porque  ajudou nas soluções tecnológicas que envolvem fluxos de vídeo em live streaming e mais os bolsistas do Projeto Siga, da PRPPG, que são responsáveis pelos módulos de confirmação de presença e o chat entre alunos presenciais e remotos.

Protagonismo da UFPR

O pró-reitor de Pós-Graduação, Francisco Mendonça, destacou o protagonismo da UFPR na oferta das disciplinas transversais em um modelo que utiliza a logística da Universidade, com tecnologia de ponta, associado a um conteúdo amplo e de alta qualidade, atendendo a um grande número de programas de pós-graduação. “A oferta da disciplina otimiza os recursos públicos com tecnologia de ponta para a difusão do conhecimento. Ao mesmo tempo, inaugura a modalidade da transversalidade do conhecimento”, disse.

Francisco Mendonça explicou que o protagonismo da iniciativa foi bastante elogiado pela equipe da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “A partir da experiência bem sucedida que tivemos aqui, a Capes quer incentivar outras Universidades a adotar programas parecidos”, comentou o pró-reitor de Pesquisa e Pró-Graduação, que também fez um agradecimento especial a todas as unidades envolvidas na iniciativa.

Rodacki: “É um trabalho de equipe que fazemos com prazer para oferecer o melhor aos nossos cursos de pós-graduação”. Imagem: Leonardo Bettinelli.

O coordenador de Pós-Graduação da PRPPG, professor André Rodacki, abriu a aula inaugural. Ele agradeceu o apoio de todos na oferta da disciplina, incluindo o diretor do Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Marcos Wagner da Fonseca, que cedeu o auditório para a abertura do curso. “É um trabalho de equipe que fazemos com prazer para oferecer o melhor aos nossos cursos de pós-graduação”, comentou.

Difusão do conhecimento

O coordenador do novo curso e do Laboratório de Estatística e Geoinformação, professor Paulo Justiniano Ribeiro Junior, ressaltou a importância de a disciplina abordar assuntos de interesse de vários cursos de pós-graduação. “Estamos convencidos que este é o modelo correto de lidar com a difusão de conhecimento na Universidade, abrangendo várias áreas de uma só vez, e fazendo uso de recursos disponíveis. O curso reduz redundâncias. Com isso, os recursos humanos e materiais podem ser alocados para outras áreas, aumentando a produtividade da Universidade”.

Segundo o professor, alunos de todos os setores estão representados na disciplina, o que comprova o grande interesse pelo tema. “O Departamento de Estatística oferece esta disciplina na graduação para mais de 30 cursos. Na pós-graduação, não é diferente. Os estudos de pós-graduação dificilmente são feitos sem análise de dados. Por isso este interesse generalizado”, explicou.

A aluna do mestrado em Design da UFPR Caelen da Silva elogiou a oferta da disciplina. “Os temas que serão tratados são necessários e não tão explorados no meu curso. Vou aproveitar estas informações para fazer um aprofundamento do mestrado. Excelente que ofertem disciplinas assim”, comentou Caelen, que destacou também o fato de o curso ofertas metade das vagas na modalidade remota (não presencial). “Isso abre oportunidades para quem não pode se deslocar para as aulas. Vai dar mais oportunidades para mais pessoas estudarem”.

Métodos estatísticos

Os métodos estatísticos são utilizados em muitas áreas do conhecimento científico. Eles possibilitam a execução de tarefas como a avaliação de chances e riscos e, ainda, a modelagem de estruturas que possam explicar o comportamento de observações e estimar estados de sistemas. A disciplina objetiva oferecer aos alunos de pós-graduação da UPFR uma apresentação de tópicos fundamentais da área Métodos Estatísticos em Pesquisa Científica. Serão enfatizadas a interpretação e a intuição para os conceitos e métodos. Sem focar em nenhuma área específica do conhecimento, a ideia é promover a interação e o debate entre os participantes. Isto será feito por meio da combinação de conceitos fundamentais com a discussão de situações-problemas.

 

 

 

 

 

en_USEnglish