Coordenadora da Capes faz reunião na UFPR com pós-graduações de três universidades

22 agosto, 2014
16:41
Por
0
Ciência e Tecnologia

A coordenadora da Área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Eliane Brito, esteve na Universidade Federal do Paraná (UFPR), nesta quinta-feira (21), em reunião com os representantes dos programas de pós-graduação das três áreas em Curitiba. Além dos coordenadores da UFPR, Pontifícia Universidade Católica (PUC) e Universidade Positivo (UP), participaram do encontro o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, e o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade, Edilson Silveira.

De acordo com a coordenadora, a reunião foi realizada para que os cursos de mestrado e doutorado em Administração, Ciências Contábeis e Turismo pudessem entender as principais transformações que vêm ocorrendo nos processos de avaliação dos programas de pós-graduação. “Os cursos de pós-graduação estão amadurecendo, muitas mudanças estão ocorrendo como processo natural de evolução da produção acadêmica em todo o mundo e, com isso, mudam-se também alguns critérios de avaliação. No entanto, o que frisamos, ao falar sobre essas transformações com os coordenadores, é que os princípios da Capes não se alteram; eles permanecem como norteadores maiores”, explica Eliane Brito.

Durante a reunião, a coordenadora contextualizou os participantes sobre as últimas tendências vividas pela área, que tem se desenvolvido muito baseada na internacionalização, inclusão social e transparência de sua produção. Segundo ela, o foco está na qualificação do que se produz e não mais na quantidade. “Precisamos nos ajustar, pois a produção mundial está se qualificando e o professor precisa ser levado a produzir itens de maior relevância”, avalia Eliane Brito.

Para o reitor Zaki Akel, a busca pela internacionalização tem sido uma das prioridades da UFPR e a cooperação entre as instituições pode ser caminho interessante para acompanhar essas transformações. “Temos buscado oferecer ferramentas e pensar em novos formatos de melhorar o preparo de nossos professores para essa internacionalização. Oportunizar o aperfeiçoamento em línguas estrangeiras, por exemplo, e mesmo ampliar a participação de professores-visitantes, atraindo talentos de fora do país, são mecanismos que queremos otimizar e disponibilizar de forma cada vez mais abrangente aos nossos programas de pós-graduação”, afirma o reitor.

A coordenadora elogiou o atual momento da pós-graduação da UFPR ao ter conhecimento sobre o aumento do número de cursos com nota seis na avaliação da Capes alcançado nos últimos anos – a UFPR saltou de um para sete. “Parabéns, porque sabemos que, infelizmente, muitas instituições estão com suas notas caindo no geral de seus cursos de pós-graduação; muitos até fechando. E o Paraná tem uma conjuntura interessante e um cenário bastante propício para um futuro cada vez melhor na área”, diz.

As reuniões chamadas pela coordenadora deverão ser realizadas em todas as regiões do país.

Por Jaqueline Carrara

Sugestões

14 agosto, 2023

Desenvolvido na UFPR por parceria internacional, magneto molecular Dy(pn)Cl pode ajudar a investigar o ambiente químico em torno […]

10 agosto, 2023

No último dia 03, aconteceu a posse da nova Direção do Setor Palotina, Gestão 2023 – 2027, com […]

09 agosto, 2023

O projeto de extensão “Pré-Vestibular Comunitário”, do setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), está com inscrições […]

07 agosto, 2023

A série “Cientistas do Brasil” é uma produção que mostra a ciência produzida por pesquisadores das Instituições Federais […]